SÃO PAULO, Santos - Projeto “Café com Música” traz jazz, mpb e clássicos do rock

O projeto “Café com Música”, que oferece música variada aos domingos, na Cafeteria do Museu do Café, espaço que pertence à Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, vai mudar de formato. A partir de janeiro, a ação passa a ser um happy hour, realizado uma vez por mês, sempre às sextas-feiras entre 17h e 20h. Os trabalhadores do centro histórico terão uma nova opção para confraternizar após o expediente, integrando o projeto da Prefeitura de Santos Happy Centro. O novo formato estreia no dia 15 de janeiro, na Cafeteria do Museu, com a apresentação da dupla Theo Cancelo e Kika Willcox, focando no jazz e bossa nova.

A decisão foi tomada junto aos frequentadores da Cafeteria do Museu, que responderam uma pesquisa indicando qual seria o melhor dia da semana para a realização do projeto e que estilos musicais esperavam ouvir. Junto da programação musical oferecida, que sempre trará músicos com reportório de jazz, mpb e rock clássico, a Cafeteria oferecerá um cardápio composto por bebidas à base de café, cerveja, vinho, porções de brusquetas, frios e sanduiches. No dia 05 de fevereiro, o “Café com Música” recebe Marcos Paulo e Patrícia Antunes e, em março, Murilo Lima, no dia 04/03.

O Museu do Café fica à rua XV de Novembro, 95, no Centro Histórico de Santos. Seu horário de funcionamento é de terça a sábado das 9h às 17h, e aos domingos entre 10h e 17h. Os ingressos para visitação custam R$ 6, estudantes e pessoas acima de 60 anos pagam meia-entrada. Aos sábados, a visitação é gratuita. Já a Cafeteria do Museu funciona de segunda a sábado das 9h às 18h, e aos domingos entre 10h e 18h. Outras informações estão disponíveis no site www.museudocafe.org.br.

 

Serviço:

Happy Hour Café com Música

Local: Cafeteria do Museu

Endereço: Rua XV de Novembro, 95 – Centro Histórico – Santos – SP

Data: 15 de janeiro

Horário: Das 17h às 20h

Atração: Theo Cancelo e Kika Willcox (jazz e bossa nova)

Valor: Gratuito

Telefone: (13) 3213-1750

 

Fonte: divulgação por e-mail

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 11/01/2016 - 27 visitas até 12:04h)

RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - A Secretaria Municipal de Cultura (SMC) divulga nesta segunda-feira (11/01) a lista de selecionados no edital de Fomento Cidade Olímpica, que dará oportunidade para produtores, artistas e realizadores cariocas mostrarem suas artes durante os períodos Olímpico e Paralímpico.

A programação prevê a realização de atividades ao longo dos cinco meses, entre maio e setembro de 2016, em teatros, museus, centros culturais, ruas e praças.

A listagem está disponível no Diário Oficial do Município (página 76) e relaciona os nomes dos projetos, das empresas e dos recursos aprovados. Mais informações podem ser obtidas através do site da SMC ou da Coordenadoria de Fomento, no telefone (21) 2273-1329. 

 

Fonte: Prefeitura do RJ

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 11/01/2016 - 22 visitas até 12:11h)

 

SÃO PAULO, São Paulo - Com eventos de grande repercussão como Virada da Poesia, Sampoemas, Virada Inclusiva, exposição de Franz Kafka e aniversário do espaço, o Museu obteve um aumento de 37% em comparação ao último ano

A Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciado pela Organização Social POIESIS, chegou à marca de 157.589 mil visitantes em 2015, superando o ano anterior que alcançou 115.225 mil pessoas.

Considerado um dos pontos turísticos mais charmosos de São Paulo, a Casa das Rosas é um espaço que oferece uma variedade de eventos culturais abertos ao público para diferentes perfis. Fizeram parte desta conquista eventos importantes e tradicionais no museu como a Virada da Poesia, Sampoemas, Virada Inclusiva, exposição metamorfose, de Kafka, Hora H, Dia da Consciência Negra e o 2º Arraial de Poesia, que teve um público recorde de seis mil pessoas em cerca de oito horas de programação. Além do Aniversário da Casa das Rosas, que trouxe um formato diferenciado com mutirão de oficinas de poesia, atraindo visitantes de outros estados para a capital paulista.

“As rosas, como já nos ensinou mestre Cartola, não falam. Números também são mudos, mas certamente expressam muito quando ficam aquém ou vão além do esperado. Quando extrapolam qualquer previsão possível, os números chegam a berrar”, comenta o diretor do museu Frederico Barbosa.

De acordo com Barbosa, as atrações justificam o sucesso do Museu, assim como o trabalho dos colaboradores. “Tudo é fruto do esforço entusiasmado de uma equipe alinhada e afiada usando que usa criatividade para trazer uma programação diferenciada para a cidade de São Paulo”, finaliza.

 

Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura

Avenida Paulista, 37 – próximo à Estação Brigadeiro do Metrô - SP

Horário de funcionamento: de terça-feira a sábado, das 10h às 22h;

Domingos e feriados, das 10h às 18h.

Convênio com o estacionamento Parkimetro: Alameda Santos, 74 (exceto domingos e feriados).

Tel.: (11) 3285-6986 / (11) 3288-9447.

Site: www.casadasrosas.org.br 

 

Fonte: SEC SP

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 11/01/2016 - 25 visitas até 12:18h)

RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - O aniversário dos 79 anos de fundação do Museu Nacional de Belas Artes/Ibram/MinC, comemorado no próximo dia 13 de janeiro, vai ensejar diversos eventos, dentre eles a abertura da mostra “Roberto, um certo Rodrigues”.

A exposição, que abre às 12h30, é um recorte com  30 obras, entre desenhos e documentos, produzidos pelo talentoso Roberto Rodrigues (1906, Recife - 1929, RJ), de um conjunto de 70 trabalhos doados recentemente ao Museu Nacional de Belas Artes/Ibram/MinC.

 Na mostra “Roberto, um certo Rodrigues” poderão ser vistos trabalhos produzidos na década de 1920, com forte inclinação para o trágico, o estranho, o bizarro, a volúpia, a dor, o amor e a morte, traços típicos com os quais Roberto Rodrigues ilustrou alguns jornais da época, como A Manhã, Critica e Para Todos. 

 Roberto estudou na prestigiada Escola Nacional de Belas Artes e tinha uma visão muito crítica tanto dos professores quanto do ensino da Instituição, onde foi amigo de Candido Portinari e com quem dividiu ateliê. 

 Conforme descrevem as curadoras da mostra, “De espírito taciturno, Roberto Rodrigues nos apresenta através do contraste entre traços breves e depurados e entre o branco e preto, uma atmosfera angustiante de sombras e de abismos existenciais”.

Roberto morreu com apenas 23 anos, três dias após ser baleado na redação do jornal carioca Crítica, de propriedade da sua família, que estava para publicar matéria acusatória sobre um desquite na alta sociedade, Roberto foi alvo da ira e da vingança da mulher envolvida no caso. 

O incidente fatal, em dezembro de 1929,  provocou um trauma familiar que influenciou profundamente a obra de seu irmão, o conhecido dramaturgo, escritor, jornalista Nelson Rodrigues. Aliás, a família Rodrigues, integrada por artistas, intelectuais e pensadores,  marcou época na cena cultural do Rio de Janeiro.  

A generosa doação da coleção de Roberto Rodrigues feita por Vera ao Museu Nacional de Belas Artes foi  realizada conforme anseio do falecido arquiteto e designer de móveis Sergio Rodrigues (filho de Roberto), a quem pertencia o acervo. O gesto é movido pelo desejo de ver as obras numa instituição que pudesse restaurar, promover e divulgar este legado para futuras gerações.  

 

Exposição: "Roberto, um certo Rodrigues"

Período: 13 de janeiro até 1 de maio 

Curadoria: Daniela Matera e Claudia Rocha

Visitação: terça/sexta de 10h às 18h;  sábado, domingo e feriado de 12h às 17h.

Ingresso: R$ 8,00 inteira, R$ 4,00 meia e ingresso família(para até 4 membros de uma mesma família) a R$ 8,00.  

Grátis aos domingos.

Museu Nacional de Belas Artes: Avenida Rio Branco, 199 – Cinelândia

Tel:  (21) 3299-0600.

Visite:  www.mnba.gov.br  ou  www.facebook.com/MNBARio 

 

Fonte: MNBA

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 1/01/2016 - 32 visitas até 12:15h)

 

 

 

SÃO PAULO, São Paulo - O Educativo do Museu Republicano “Convenção de Itu” e o Programa LER É UMA VIAGEM prepararam uma programação gratuita de férias. no dia 13 janeiro, às 18h30, acontece a palestra O Patrimônio Cultural e os afetos: propostas de ações educativas.

Os Programas Educativos do Museu Republicano “Convenção de Itu” buscam desenvolver pesquisas e elaborar estratégias educativas que atendam aos diferentes públicos do Museu Republicano. São eles: Programa de Orientação para Professores, Programa de Visitas Orientadas e o Programa “Debaixo do pé de Pitanga”. Mestre em História Cultural pela Unicamp e responsável pelo Educativo do MRCI, Aline Zanatta irá abordar as propostas de ações educativas desenvolvidas.

O museu fica na Rua Barão do Itaim, 67, Centro - Itu, em São Paulo. Telefone: (11) 4023-0240 - ramal 3.

 

Fonte: USP

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 11/01/2016 - 21 visitas até 12:22h)

 

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31