SÃO PAULO, São Paulo - "Mia Madre" já havia sido exibido em festival de cinema em São Paulo

Já estreou no Brasil o último filme do premiado cineasta italiano Nanni Moretti, "Mia Madre" ("Minha Mãe", em tradução literal para o português). Depois de ter sido exibido na 11ª edição do Festival de Cinema Italiano, evento que aconteceu entre 19 de novembro e 2 de dezembro deste ano, o longa agora pode ser visto em outras capitais do país, como Rio de Janeiro, Curitiba, Salvador, Porto Alegre e Brasília.

O mais novo trabalho de Moretti conta a história de dois irmãos que recebem a notícia de que a sua mãe, que está internada em um hospital na Itália, pode não ter muito tempo de vida. Junto à cada vez mais iminente morte da matriarca, somam-se outros problemas dos dois.

A irmã, a cineasta Margherita, que é protagonista da obra, precisa enfrentar a direção de um filme, controlar o renomado e inconsequente ator Barry Hughins (John Turturro) e lidar com o fim de um relacionamento.

Personagem é interpretada por Margherita Buy, que recebeu a estatueta de melhor atriz na premiação David di Donatello, enquanto o papel do irmão fica com o próprio diretor da película.

"Mia Madre" participou da disputa pela Palma de Ouro do Festival de Cannes deste ano e foi ovacionado pelo júri, pela imprensa e pelo público.

Fonte: Agência ANSA

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 22/12/2015 às 23:22hs - 145 visitas até 16/05/2016 ) 

SÃO PAULO, São Paulo - A Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo esclarece que o Museu da Língua Portuguesa cumpria rigorosamente com todas as normas de segurança e combate a incêndios desde sua inauguração, em 2006.

Conforme já confirmado pela Prefeitura, os sistemas de proteção ao edifício e aos visitantes estavam em dia, o que pode ser comprovado pelos laudos e atestados que garantiam a abertura regular do museu ao público.

Estes documentos incluem, por exemplo:
- Laudo Técnico de Segurança (LTS)
- Atestado dos equipamentos de combate a incêndio
- Certificado de inspeção e manutenção de mangueiras de incêndio
- Certificado de instalação das portas corta-fogo
- Atestado de emprego de materiais de acabamento e revestimento
- Atestado das instalações de gás
- Atestado das instalações elétricas
- Atestado de para-raios
- Atestado de estabilidade estrutural

Além disso, a instituição tem equipes completas treinadas como brigadistas, todos convocados periodicamente para cursos de capacitação, tendo o último sido realizado em março deste ano. O Museu também segue à risca o Plano de Manutenção Predial e Equipamentos que orienta rotinas técnicas preventivas, preditivas e corretivas, registradas em relatórios periódicos detalhados, exigidos pela Secretaria da Cultura.

Tratando-se de um edifício histórico e com uso compartilhado, a emissão formal de alvará e AVCB é complexa, porém está em andamento junto aos órgãos competentes. Desde 2013, o Museu da Língua Portuguesa anexou ao processo de emissão de AVCB uma atualização do projeto técnico de prevenção e combate a incêndio. A última vistoria realizada no local pelo Corpo de Bombeiros, em janeiro de 2014, resultou em recomendações pontuais integralmente cumpridas pelo Museu.

Fonte: SEC SP

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 22/12/2015 às 23:18hs - 142 visitas até 16/05/2016 ) 

RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - A Agência Nacional do Cinema (Ancine) lançou hoje (22) dois editais do Programa Brasil de Todas as Telas – 2, destinados a projetos de linguagem inovadora para as salas de cinema e propostas de desenvolvimento de projetos de obras audiovisuais, seriadas e não seriadas, para TV aberta ou paga.

Os editais obedecem ao compromisso assumido pela agência em setembro passado, quando lançou o Plano Ancine + Simples, uma série de ações que visam simplificar o financiamento público do audiovisual.

Para o primeiro edital – Chamada Pública Prodecine 05/2015 – serão destinados R$ 30 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) para projetos de produção independente de longa-metragem de ficção, documentário e animação. De acordo com a Ancine, a seleção terá como foco propostas de linguagem inovadora, com potencial de participação e premiação em festivais, mas também capazes de dialogar com seu público-alvo.

Pelo menos 30% dos recursos serão aplicados em projetos audiovisuais de produtoras independentes das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, enquanto outros 10% ficarão para produtoras independentes da região Sul ou dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. As inscrições foram abertas hoje e vão até 26 de fevereiro de 2016.

Já a linha de financiamento Prodav 05/2015, com recursos de R$ 10 milhões, selecionará 70 propostas de obras audiovisuais seriadas e não seriadas, destinadas aos segmentos de TV paga ou aberta e às salas de exibição e vídeo por demanda. O critério de distribuição regional dos recursos é o mesmo adotado para a chamada Prodecine 05/2015. As inscrições começam amanhã (23) e vão até 28 de março de 2016.

O Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2 foi lançado em 1º de outubro, no Rio, em cerimônia com a presença do ministro da Cultura, Juca Ferreira. A edição anterior do programa, lançada em 2014, superou as metas estabelecidas pela Ancine, contemplando um total de 306 longas-metragens e 433 séries ou telefilmes.

Fonte: Agência Brasil - Paulo Virgílio

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 22/12/2015 às 22:16hs - 100 visitas até 16/05/2016 ) 

RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - Principal atração do Museu da República, o quarto onde o presidente Getúlio Vargas se suicidou, em 24 de agosto de 1954, foi reaberto hoje (22) à visitação pública. Desde março deste ano, o cômodo estava fechado, assim como todo o terceiro andar do Palácio do Catete, que abriga o museu, devido a problemas no sistema de ar condicionado.

A reabertura foi possível devido a um reparo emergencial no aparelho de ar condicionado do quarto e não se estende ao restante do andar, que nos tempos em que o palácio era a sede do governo republicano abrigava os aposentos dos presidentes e suas famílias. A visita completa ao terceiro piso somente poderá ser retomada depois de uma obra maior, prevista para o próximo ano.

“Nós conseguimos segurar a grelha do ar refrigerado só do quarto do Getúlio para não deixar de atender ao público, principalmente agora, nos meses de janeiro e fevereiro, quando recebemos muitos visitantes de outros estados”, explicou a diretora do Museu da República, Magaly Cabral. Segundo ela, a impossibilidade de ver o aposento onde ocorreu um dos momentos mais dramáticos da história republicana do país vinha deixando frustrada boa parte dos visitantes do museu, entre 65 mil e 70 mil a cada ano.

Magaly Cabral informou que já estão assegurados os recursos para a reforma completa do terceiro andar, que vai compreender, além do sistema de ar condicionado, o telhado e a claraboia do palácio. “A obra vai custar R$ 2 milhões e 800 mil e será feita com o apoio do Iphan [Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional] e verba do PAC [Programa de Aceleração do Crescimento] das Cidades Históricas. Já tem uma empresa contratada fazendo o projeto executivo e até abril esperamos abrir a licitação para a obra”, disse a diretora do museu.

Instalado em um palácio do século 19, o Museu da República, a exemplo de outras instituições culturais, tem grande preocupação com a segurança, em relação ao risco de incêndio. “Estamos tendo orientações constantes do Corpo de Bombeiros, e o Ibram [Instituto Brasileiro de Museus] está desenvolvendo um planejamento de segurança contra incêndios para os museus cariocas”, afirmou Magaly Cabral. A preocupação é que não ocorra o mesmo que no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo.

O Palácio do Catete foi construído entre 1858 e 1867 pelo comerciante e fazendeiro de café Antônio Clemente Pinto, o Barão de Nova Friburgo. Em 1896, foi adquirido pelo governo federal para sediar a Presidência da República, até então instalada no Palácio do Itamaraty.

Sede do Poder Republicano por quase de 64 anos, 18 presidentes utilizaram suas instalações. O último foi Juscelino Kubitschek, que encerrou a era presidencial do palácio, com a transferência da capital para Brasília em 1960. No mesmo ano, o Palácio do Catete passou, por decreto presidencial, a abrigar o Museu da República.

Fonte: Agência Brasil - Paulo Virgílio

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 22/12/2015 às 23:15hs - 103 visitas até 16/05/2016 ) 

RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - A Prefeitura do Rio lançou nesta segunda-feira (21/12) a marca Visit.Rio — a mais nova plataforma de comunicação do turismo carioca. A ideia é ampliar a interatividade com visitantes e moradores, incrementando as peças promocionais impressas e digitais para exibir as maravilhas e os points do Rio. O portal Visit.rio vai substituir o site Rio Guia Oficial a partir desta terça (22/12), com um visual mais moderno e serviços de geolocalização e mobilidade integrados. A cidade é primeira da América Latina a registrar oficialmente o domínio "rio", sem redirecionamento para sites ".com.br".

— A nova marca foi pensada para ser mais internacional, por isso estará estampada em todo material gráfico e online. Sem falar que o conteúdo é relevante e atual, abrangendo os serviços e atrativos turísticos da cidade. A poucos meses dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a prefeitura mostra a sua preocupação com quem visita a cidade, independente de sua nacionalidade, e com aqueles que moram no município. A ideia é interagir de forma dinâmica – explica o secretário de Turismo, Antonio Pedro Figueira de Mello.

A publicação mensal Guia do Rio, editada pela Riotur há 40 anos, também será rebatizada de Visit.Rio, ganhando nova diagramação e um desenho mais arrojado. Todo o material impresso produzido a partir de agora – como folhetos, showcases, mapas e informativos especiais produzidos pontualmente para eventos de grande porte, como as Olimpíadas - levará o selo Visit.Rio. A ideia é deixar um legado na área de comunicação, criando unidade e eficiência no material turístico.

— Não há nenhuma ferramenta do tipo na Internet, o que torna esse lançamento ainda mais especial. A partir de agora, o Rio se posiciona como um destino turístico ainda mais receptivo e preparado para receber e dar o suporte necessário aos visitantes — destacou Alfredo Lopes, presidente do Rio Convention & Visitors Bureau, parceiro da Riotur no empreendimento.

As principais atrações da cidade — praias, Cristo Redentor, Pão de Açúcar, Maracanã, Museu do Amanhã — são apresentadas num formato de mosaico na seção Rio Imperdível, enquanto curiosidades sobre o estilo de vida e dados sobre clima e geografia estão disponíveis em "O que nos faz especial" no estilo parallax (técnica que causa uma ilusão de profundidade nas interfaces). Informações úteis e de Mobilidade também são de fácil localização.

As seções "Agenda, O que Fazer e Onde Comer" são as mais dinâmicas, com informações variadas e atualizadas sobre a programação e as novidades da cidade. Na seção "Wishlist", o usuário seleciona as atrações que deseja visitar, organiza de acordo com sua agenda e personaliza seu roteiro, podendo ainda compartilhar em suas redes como será sua programação na cidade.

A parte dedicada a Negócios traz o calendário de feiras, congressos e eventos do segmento. Destinos turísticos localizados nos arredores, como Búzios e Paraty, também são prestigiados no novo portal, na área "Por Perto". Quem acessar o portal em busca de dados sobre o Rio Olímpico será redirecionado para a página Cidade Olímpica.
— Essa nova roupagem exibe o que o Rio tem de melhor, facilitando a vida de todo mundo. Embora seja uma iniciativa voltada para o turismo, a cidade ganhou uma enorme vantagem sobre todas as concorrentes internacionais — avaliou o secretário estadual de Turismo, Nilo Sergio Felix.

A partir de maio de 2016, o portal fica ainda mais interativo com os "apps" e páginas parceiras para ajudar a traçar rotas utilizando o transporte público, que realizem venda de tíquetes e passeios turísticos e que forneçam reserva de hotéis, apart-hotéis, albergues, pousadas e hospedagem no estilo cama e café.

Nas redes sociais, o nome @visit.rio também substitui o @rioguiaoficial no Instagram e vem acompanha

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 22/12/2015 às 07:35hs - 104 visitas até 16/05/2016 ) 

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30