RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - O Ecomuseu do Quarteirão Cultural do Matadouro de Santa Cruz, o primeiro do Rio de Janeiro, comemora duas décadas em 2015 e terá um site próprio a partir deste sábado (12/12). Dentro da programação do Fala Cultura! Territórios, que acontecerá a partir das 9h30 no Espaço Ser Cidadão, a equipe da Secretaria Municipal de Cultura fará uma apresentação sobre como utilizar o site e quais serão seus recursos.

No site constarão publicações de pesquisas editadas pelo museu, exposições virtuais, agenda das atividades educativas que serão realizadas, informações sobre exposições itinerantes em cartaz e mapa interativo com histórico de cada localidade do Ecomuseu. Todo o conteúdo estará disponível em três idiomas: português, inglês e espanhol.

Além de ser informativo, o novo endereço virtual também será uma ferramenta para garantir uma integração ainda maior dos moradores com seu bairro e história. Três exposições virtuais sobre a trajetória do local estarão disponíveis no site a partir de sábado: "Matadouro de Santa Cruz: histórias, desenvolvimento e atuação", "Ecomuseu do Quarteirão Cultural do Matadouro de Santa Cruz: 20 anos valorizando um bairro carioca" e "A Fazenda de Santa Cruz e suas fases históricas".

O Ecomuseu do Quarteirão Cultural do Matadouro de Santa Cruz é um museu de território que engloba todo o bairro de Santa Cruz, no extremo oeste da cidade do Rio de Janeiro, abrangendo uma área de 125 km². Criado em 1995, o Ecomuseu tem como principais objetivos a preservação e valorização do patrimônio cultural e natural do bairro.

Um canal direto de comunicação entre poder público com moradores e artistas locais, esta é a essência do Fala Cultura! Territórios que chega neste sábado em Santa Cruz. A equipe da SMC conversará com produtores e realizadores culturais do bairro sobre a cena cultural local.

O encontro do Fala Cultura! Territórios é aberto ao público local e faz parte de uma série de encontros que a Secretaria vem realizando para ouvir sugestões e entender as demandas de diferentes bairros nas zonas Norte e Oeste com relação à cultura. Cada participante terá direito a fazer perguntas de até cinco minutos.

A Secretaria mantém uma série de programas e investimentos que atendem o bairro, como o Prêmio de Ações Locais, que mapeou mais de 800 iniciativas de realizadores independentes em toda a Cidade. Em Santa Cruz foram quatro projetos contemplados, entre eles o Ponto da Palavra, que apresenta uma abordagem inovadora para a poesia e o incentivo ao hábito de leitura, ao aliar basquete e literatura, e o projeto Café com Machado, que leva esquetes inspiradas na obra de Machado de Assis para os quintais de casas do bairro.

SERVIÇO
Fala Cultura! Territórios e lançamento do site do Ecomuseu de Santa Cruz

Espaço Ser Cidadão. Rua Fernanda, 140. Santa Cruz - RJ.
Sábado (12), 9h30.

Fonte: SEC RJ

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 10/12/2015 às 07:59hs - 51 visitas até 16/05/2016 )

MINAS GERAIS, Ouro Preto - O livro História, Turismo e Patrimônio Cultural - O Poder Simbólico do Museu da Inconfidência no Imaginário Social, do professor doutor Leandro Benedini Brusadin, será lançado às 19h desta sexta-feira, 11 de dezembro, no auditório do Museu da Inconfidência, Anexo I. A obra, publicada pela Editora Prismas, traça um paralelo entre a dinâmica do patrimônio cultural e sua interface com o imaginário social, relacionando-os aos processos de memória e identidade. Em uma reconstrução histórica do Museu, que realiza diversas ações participativas com a comunidade local e turistas, o autor apresenta as formas de legitimidade do patrimônio que o próprio público lhe confere sob o âmbito da “História, Turismo e Patrimônio Cultural”.

O autor
Leandro Benedini Brusadin é graduado em Turismo pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2001), Mestre em Hospitalidade pela Universidade Anhembi Morumbi (2005) e Doutor em História pela Universidade Estadual Paulista de Franca - UNESP (2011). Pós-doutor pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da Universidade de São Paulo - USP (2015). Professor Adjunto do Departamento de Turismo da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), desde 2008, onde já exerceu o cargo de Coordenador do Comitê de Pesquisa em Ciências Sociais Aplicadas da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Autor de livros e artigos científicos, Brusadin atua com projetos de pesquisa principalmente nos seguintes temas: sociologia, hospitalidade, gestão, turismo cultural, história e educação no Turismo.

SERVIÇO
O QUÊ: Lançamento do livro “História, Turismo e Patrimônio Cultural: O poder simbólico do Museu da Inconfidência no imaginário social”, de Leandro Benedini Brusadin.
QUANDO: 11 de dezembro de 2015, sexta-feira, 19h.
ONDE: Auditório do Museu da Inconfidência - Anexo I. Rua Vereador Antônio Pereira, 33, Centro Histórico. Ouro Preto, MG

Fonte: Ascom MI

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 09/12/2015 às 17:32hs - 60 visitas até 16/05/2016 )

MINAS GERAIS, Belo Horizonte -  O projeto Arte Concreta Brasileira: a materialidade da forma, que investiga técnicas e materiais que marcaram o concretismo no Brasil, é a motivação central de simpósio que será realizado nos dias 14 e 15 de dezembro, no Centro de Atividades Didáticas 2 (CAD 2), campus Pampulha.

O projeto é patrocinado por The Getty Foundation e coordenado no Brasil pelos pesquisadores do Laboratório de Ciência da Conservação (Lacicor), vinculado ao Centro de Conservação-Restauração de Bens Culturais (Cecor) da Escola de Belas Artes.

A arte construtivista em acervos como os do MAM-RJ, da Pinacoteca de São Paulo e do Museu de Arte da Pampulha, assim como desafios para caracterização de materiais e técnicas pictóricas e resultados preliminares do projeto serão assuntos em pauta.

Outras informações sobre o simpósio Arte concreta brasileira – A materialidade da forma: industrialismo e vanguarda latino-americana estão disponíveis na página do evento no Facebook.

Fonte: UFMG

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 09/12/2015 às 16:51hs - 48 visitas até 16/05/2016 )

SÃO PAULO, São Paulo - Os roteiros de visitação ao patrimônio arquitetônico da Universidade de São Paulo e sobre a presença dos negros na formação do bairro do Bixiga são os destaque da participação do CPC-USP na 1ª. JORNADA DO PATRIMÔNIO, que acontecerá dias 12 e 13 de dezembro. Para esta ação foram programados três roteiros de visitação e a abertura da Casa de Dona Yayá em horário estendido. A Casa ainda abrigará um ciclo de palestras sobre patrimônio cultural apresentadas por diversos especialistas. Inspirado em ações como as Journées Européennes du Patrimoine, na França, e o Open House, em Nova York (openhousenewyork), nos Estados Unidos, a proposta do evento é sensibilizar os cidadãos paulistanos e fazer com que se apropriem da cidade e de seus bens históricos e culturais. Todas as atividades têm entrada franca.

O Centro de Preservação Cultural é um órgão da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da Universidade de São Paulo que tem como papel promover ações e reflexões sobre a preservação do patrimônio cultural da Universidade, incluindo seus monumentos, acervos e memórias, formular diretrizes e políticas de preservação do patrimônio universitário, inventariar os bens culturais da USP. Sediado no bairro do Bixiga, o CPC ainda contribui para o relacionamento entre a universidade e a sociedade por meio de ações de difusão do conhecimento relativo ao campo do Patrimônio Cultural, como pesquisas, oficinas, cursos, palestras, eventos acadêmicos, exposições, visitas monitoradas e apresentações artísticas.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO:

ROTEIROS:

Itinerário 1: Patrimônio Arquitetônico da USP: Cidade Universitária
Sábado, 12/12 – 10 horas – GRÁTIS
O roteiro percorrerá o Campus da Cidade Universitária da USP apresentando aos participantes a história da universidade através da visita aos seus edifícios tombados ou em processo de tombamento e de seus espaços livres, como a Praça do Relógio. O ponto de partida é a Biblioteca Brasiliana Mindlin, continuando o percurso pela Faculdade de História e Geografia; Faculdade de Arquitetura e Urbanismo; Escola Politécnica; Monumento à Ramos de Azevedo; Conjunto Residencial da USP (CRUSP); Centro de Práticas Esportivas da USP (CEPEUSP) e Praça do Relógio. Coordenação: Sabrina Fontenele. Mediação: Equipes CPC-USP e Giro Cultural. O deslocamento será feito por ônibus fretado. 30 vagas.
Concentração e ponto de partida: Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin.
Endereço: Rua da Biblioteca, sem número. Cidade Universitária, São Paulo – SP.
Distribuição de senhas a partir das 9h30.
Informações:
https://www.facebook.com/events/125970334438403/

Itinerário 2: A USP e a São Paulo modernista
Sábado, 12/12 – 10 horas – GRÁTIS
Uma equipe de mediadores do programa Giro Cultural USP acompanhará os participantes neste roteiro que vai destacar a implantação do Modernismo na cidade em suas múltiplas dimensões (arquitetônica, urbanística, econômica, urbanística, sociocultural e política), evidenciando a passagem do século XIX até o ápice da consolidação do projeto modernista na cidade de São Paulo, nos anos 1950. O deslocamento será feito por ônibus fretado.
Inscrições:
http://goo.gl/forms/eLCz3FkpHo. 40 vagas.

Veja o percurso:
- PARQUE DA INDEPENDÊNCIA/MUSEU PAULISTA (PONTO DE PARADA 1)
- Museu de Zoologia
- Casarões do Jafet (rua Bom Pastor)
- Av. Do Estado e Av. D. Pedro I
- Parque D. Pedro II
- Casa das Retortas
- Pa

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 09/12/2015 às 16:58hs - 57 visitas até 16/05/2016 )

DISTRITO FEDERAL, Brasília - O Comitê Nacional do Brasil do Programa Memória do Mundo da UNESCO (MoWBrasil) selecionou dez candidaturas, dentre as trinta habilitadas apresentadas ao Comitê Nacional em atendimento a convocação do Edital do ano de 2015, para inscrição no Registro Nacional do Programa Memória do Mundo da UNESCO.

Dentre as candidaturas selecionadas, destacamos a Iconografia do Rio de Janeiro na Coleção Geyer (séculos XVI a XIX), apresentada conjuntamente pela Casa Geyer e Museu Imperial; Partituras – Obras de Heitor Villa-Lobos (1901-1959), apresentadas pelo Museu Villa-Lobos e República e Positivismo: A Produção Intelectual da Igreja Positivista do Brasil, apresentado pela Igreja Positivista do Brasil (IPB), que contou com o apoio do Museu Casa de Benjamin Constant.

Nesta quinta-feira (10), acontece uma cerimônia na sede do Arquivo Nacional, no Rio de Janeiro, para entrega do certificado de nominação no Registro Nacional do Brasil aos acervos nominados em 2015.

Memória do Mundo
O Programa Memória do Mundo, criado em 1992, é uma iniciativa do Ministério da Cultura em conjunto com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), e reconhece documentos, arquivos e bibliotecas de grande valor internacional, regional e nacional. Seu objetivo é preservar e difundir amplamente esse acervo, buscando impedir que o patrimônio da humanidade seja esquecido. Além disso, o programa facilita a preservação desses documentos e seu acesso, contribuindo, assim, para despertar a consciência coletiva do patrimônio documental da Humanidade.

Fonte: Ibram

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 09/12/2015 às 16:48hs - 50 visitas até 16/05/2016 )

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31