RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - A cópia, atribuída a Jean Baptiste Debret, de uma tela que transformou a história da arte ocidental é o mote da exposição que o Museu Nacional de  Belas Artes abriu em maio.

O trabalho original é a famosa tela de Nicolas Poussin ('A morte de Germanico', pintada em 1627 e atualmente no Instituto de Artes de Mineápolis, EUA), tida como precursora do neoclassicismo na França. Germânico foi cônsul e general romano na região da Germânia, possivelmente morto por envenenamento.

Esta pintura possui grande importância para a história da arte por estar relacionada aos primórdios do classicismo em contraposição ao estilo barroco predominante daquele período. A arte de Poussin influenciou gerações de artistas, como Jacques Louis David e Paul Cézanne.

A cópia da obra, pertencente ao acervo do MNBA, foi comprada em 1815, em Paris, pelo chefe da Missão Artistica Francesa, Joachim Lebreton, antes de tomar o rumo do Brasil e há décadas não é exposta ao  público.

Exposição 'A morte de Germânico', no MNBA

Esta exposição 'Três Culturas e uma pintura: A morte de Germânico', que exibe uma imagem da tela original de Poussin, oferece uma oportunidade de reflexão em torno das mudanças operadas na história da arte. E sobre os conteúdos que explora: Roma Antiga, Roma Sessentista e Brasil Oitocentista. E enseja, portanto, segundo o curador Anaildo Baraçal - técnico do MNBA e doutor em museologia e patrimônio -,  um interessante paralelo com o contexto que permeia a vinda da Missão Artística Francesa, em 26 de março de 1816, que aqui aportou para implantar o ensino oficial da arte,  provocando inúmeras conseqüências para a arte que então se fazia na Corte, com influências até os dias de hoje.

A exposição 'Três Culturas e uma pintura: A morte de Germânico' integra as comemorações do projeto Missão Artística Francesa: 200 anos – Tradição e Modernidade.  

Exposição: Três Culturas e uma pintura: A morte de Germânico
Curadoria:  Anaildo Baraçal
Abertura: dia 20, às 12.h
Período: até 28 de agosto.
Visitação: terça/sexta de 10h às 17h;  sábado, domingo e feriado de 13h às 17h.
Ingresso: R$ 8,00 inteira, R$ 4,00 meia e ingresso família(para até 4 membros de uma mesma família) a R$ 8,00.  
Grátis aos domingos.
Museu Nacional de Belas Artes: Avenida Rio Branco, 199 – Cinelândia
Tel:  (21) 3299-0600.
Visite:  www.mnba.gov.br ou  www.facebook.com/MNBARio

Fonte: Assessoria de imprensa - MNBA

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31