RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - Iniciativa coordenada pela professora Evelyn Furquim, do Laboratório de Estudos do Espaço Teatral e Memória Urbana, foi a mais bem colocada em edital de patrocínio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo


Foto: divulgação/UNIRIO

Um projeto da UNIRIO foi o primeiro colocado entre os proponentes do Programa de Patrocínio Cultural 2020 do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro (CAU-RJ). O resultado foi anunciado na sexta-feira, 11 de dezembro.

Coordenada pela professora Evelyn Furquim Werneck Lima, do Laboratório de Estudos do Espaço Teatral e Memória Urbana, a proposta prevê a realização de um documentário sobre imóveis industriais abandonados da Área Portuária do Rio de Janeiro, com previsão de lançamento no fim de 2021.

Intitulado "Patrimônio Industrial e Práticas Artísticas – O patrimônio industrial desativado da Área Portuária, sua potencialidade para usos artísticos culturais e os impactos sobre a população local", o projeto visa expor uma análise crítica de imóveis representativos do patrimônio industrial desativado da região portuária do município do Rio de Janeiro, bem como fazer análises da população residente e de grupos de artistas e diretores teatrais do entorno, em busca de propostas de conservação e ocupação desses imóveis com base na reintegração dos mesmos à vida dos moradores.

A iniciativa é decorrente da pesquisa "Espaço, Memória e Projeto Urbano”, liderada pela professora Evelyn Furquim, e conta com a participação dos docentes Leonardo Munk (UNIRIO) e Leonardo Mesentier (UFF) e dos bolsistas de Iniciação Científica IC Julia Maciel e Bernardo Miranda, além dos doutorandos arquitetos Francisco Leocádio e Sara Fagundes (UNIRIO), entre outros.

A intenção é divulgar o documentário nas comunidades dos bairros da Saúde, Gamboa e Santo Cristo, visando sensibilizar moradores, artistas e o poder público para o debate sobre a ocupação desse patrimônio com atividades artístico-culturais da região.

Com a produção audiovisual, os pesquisadores buscam demonstrar o potencial dessas estruturas industriais para o uso artístico-cultural e divulgar os benefícios que podem advir do uso desse patrimônio, com base em experiências nacionais e internacionais bem-sucedidas.

Outro objetivo do projeto é mostrar que vazios urbanos, seja em grandes estruturas abandonadas ou espaços industriais de pequenas proporções, podem ser recuperados e devolvidos à população, provocando benefícios sociais e culturais e de fortalecimento da identidade coletiva.

Fonte: UNIRIO

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31