SÃO PAULO, São Paulo - No dia 12 de setembro, o Centro de Preservação Cultural da USP organiza a palestra 'Direitos do patrimônio e os erros do passado: como fazer uma cultura patrimonial saudável', com o prof. visitante Dr. Jasper Chalcraft (University of Sussex).

Como processos de patrimonialização contemporâneos impactam na forma como as pessoas se relacionam com o passado? Esse seminário explora o potencial dos "direitos sobre o patrimônio cultural" ["heritage rights"] para abordar os erros do passado, permitindo às comunidades lutar por reparações e ampliar o reconhecimento sobre o passado que lhes importa. Todavia, há também perigos em utilizar a linguagem e a política dos direitos humanos para "policiar o passado". Potenciais e armadilhas da patrimonialização como modo de construir uma sociedade civil inclusiva serão abordados a partir da experiência de um projeto cultural inovador, que perturba a autoimagem pós-colonial do Reino Unido.

Dr Jasper Chalcraft é Research Fellow no Departamento de Sociologia da University of Sussex, trabalhando no projeto CulturalBase, investigando patrimônio cultural e identidade europeia. Seu trabalho sobre o patrimônio começou com a pesquisa de campo em três sítios de arte rupestre reconhecidos como Patrimônio Mundial da UNESCO na Itália, Líbia e Tanzânia, com foco nas comunidades locais. Trabalhou como pesquisador no projeto Eurofestival financiado pela UE, centrado no papel de festivais de música na criação de uma esfera pública cultural. Ele também tem explorado as potencialidades do patrimônio para reconstruir sociedades pós-conflito, como coordenador do projeto Cultural Heritage and Peacebuilding da University of Leicester’s. No Brasil, começou uma colaboração com Rose Satiko Hikiji, coordenadora do Laboratório de Imagem e Som em Antropologia da Universidade de São Paulo (LISA-USP), como parte do projeto "Fazer musical e patrimônio africano cultural em São Paulo" (Processo 2016 / 06840-9, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo). Perpassando todas estas temáticas, há um interesse em tentar compreender o que patrimônio "universal" significa para identidades transnacionais mais amplas e realidades locais: questões que ele explora em um livro recente co-editado com Camila del Mármol & Marc Morell "The Making of Heritage: seduction and disenchantment”(2015).

Palestra
Dia 12 de setembro de 2016, segunda-feira
Horário: às 19h
Local: Salão Nobre do Centro Universitário Maria Antonia – CEUMA-USP
Rua Maria Antonia, 294 – Vila Buarque – São Paulo – SP

Atividade gratuita
Inscrição no local, por ordem de chegada.

A palestra será proferida em inglês.

Realização
Centro de Preservação Cultural – CPC-USP
Departamento de Antropologia – FFLCH-USP

Apoio
Processo 2016/06840-9, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo
Centro Universitário Maria Antonia – CEUMA-USP

Fonte: CPC USP

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30