SÃO PAULO, São Paulo - São 24 membros e 23 suplentes que fazem parte do Conselho, que inclui as áreas de meio ambiente e museus


Fachada da Secretaria, SP (Foto: Renata Beltrão)

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo realizou nesta sexta-feira, 23, às 10h30, a cerimônia virtual de posse dos indicados para compor o Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat) de 2021 a 2023.

Como presidente Carlos Augusto Mattei Faggin, a vice-presidente Valéria Rossi Domingos e os conselheiros titulares e suplentes integram a composição.

Conheça os membros do Conselho
Secretaria de Cultura e Economia Criativa
Carlos Augusto Mattei Faggin, titular e presidente, em recondução;
Valéria Rossi Domingos, como titular e Vice – Presidente, e Erika Hembik Borges Fioretti, como suplente, ambas em recondução;
Maithê Rocha da Costa Monteiro, como titular, em recondução, e Roberta Martins Silva, como suplente;
Marcelo Manhães de Almeida, e Alberto Mussallem, respectivamente como titular e suplente, ambos em recondução;

Secretaria de Governo
Heloisa Maria de Salles Penteado Proença e Marília Alves Barbour, respectivamente como titular e suplente, ambas em recondução;

Secretaria da Fazenda e Planejamento
Jorge Aires Kanno e Adriano Somera Fantini, respectivamente como titular e suplente, ambos em recondução;

Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente
José Ronal Moura de Santa Inez e Glaucio Attore Penna, respectivamente como titular e suplente, ambos em recondução;

Secretaria da Habitação
Luiz Eduardo de Oliveira Camargo, como titular, em recondução, e Ana Maria Antunes Coelho, como suplente;

Secretaria de Desenvolvimento Regional
Matilde da Costa, como titular, em recondução, e Ronaldo Daher, como suplente;

Secretaria de Turismo e Viagens
Wagner Seian Hanashiro e Vanilson Fickert Graciose, respectivamente como titular e suplente, ambos em recondução;

Procuradoria Geral do Estado
André Luiz dos Santos Nakamura e Fábio Teixeira Rezende, respectivamente como titular e suplente;

Cetesb – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo
Antonio Luiz Lima de Queiroz e Célia Regina Buono Palis Poeta, respectivamente como titular e suplente, ambos em recondução;

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN
Victor Hugo Mori e Eneida Carvalho Ferraz Cruz, PCMG, respectivamente como titular e suplente, ambos em recondução;

Museu de Arqueologia e Etnologia da USP – Maeusp
Paulo Antonio Dantas Deblasis e Eduardo Góes Neves, respectivamente como titular e suplente;

Universidade de São Paulo – USP
Jorge Bassani, como titular e Tomas Antonio Moreira, como suplente, em recondução;

Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – Unesp
Saulo Philipe Sebastião Guerra e Marcelo Ornaghi Orlandi, respectivamente como titular e suplente;

Universidade Estadual de Campinas – Unicamp
Fernando Augusto de Almeida Hashimoto e Wenceslao Machado de Oliveira Junior, respectivamente como titular e suplente;

Universidade Federal de São Paulo – Unifesp
Odair da Cruz Paiva e Lucília Santos Siqueira, respectivamente como titular e suplente;

Instituto de Arquitetos do Brasil – IAB
Fernando Atique e Maira Barros, respectivamente como titular e suplente;

Instituto de Engenharia de São Paulo – IESP
Marcos Moliterno e Fernando Bertoldi Correa, respectivamente como titular e suplente, ambos em recondução;

Associação Paulista de Municípios – APM
Benilson Antonio Toniolo de Oliveira e Marcelo Alves de Godoy Magnani, respectivamente como titular e suplente;

Profissional de notório saber em História da Arte e Arquitetura
Paulo Romani Vicelli e Marcelo Costa Dantas, respectivamente como titular e suplente, ambos em recondução;

Profissional de notório saber em Urbanismo
Pedro Taddei Neto e Eduardo Sampaio Nardelli, respectivamente como titular e suplente, ambos em recondução;

Profissional de notório saber em Patrimônio Imaterial
José Guilherme Cantor Magnani e Daniela do Amaral Alfonsi, respectivamente como titular e suplente.


Presidente do Condephaat, Carlos Augusto Mattei Faggin (Foto: divulgação)

Sobre o Condephaat
O Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat) é o órgão que tem a função de proteger, valorizar e divulgar o patrimônio cultural no Estado de São Paulo. Isso é feito por meio do tombamento de móveis, imóveis, edificações, monumentos, bairros, núcleos históricos, áreas naturais e até de bens imateriais, como no caso do Samba Paulista, reconhecido como patrimônio imaterial em 2016.

O tombamento é um instrumento legal que tem como objetivo preservar bens de valor histórico, cultural, arquitetônico, ambiental e até afetivo. O ato tem a intenção de impedir a destruição ou descaracterização dos patrimônios para que eles continuem fazendo parte da vida das pessoas, assumindo, inclusive, novos usos com o passar do tempo.

O conselho do Condephaat é formado por representantes de diversas entidades, entre as quais secretarias estaduais, instituições de classe e universidades. Os conselheiros se reúnem periodicamente para deliberar sobre questões relativas à preservação do patrimônio cultural do Estado de São Paulo, tais como tombamentos ou autorização para intervenções em bens tombados ou em áreas envoltórias.

Fonte: Secretaria de Cultura e Economia Criativa SP

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31