RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro – Público de todo o Brasil pode fazer um tour imersivo, sem sair de casa, à mostra coletiva com obras de 10 artistas contemporâneos de seis estados brasileiros


Fonte: reprodução http://tourvirtual-artecidade.institutooifuturo.org.br/virtualtour.html

A partir desta segunda-feira, 26 de julho, o público de todo o Brasil poderá fazer uma visita virtual imersiva à exposição Arte, Cidade e Patrimônio: futuro e memória nas poéticas contemporâneas, que reúne obras de 10 artistas de seis estados brasileiros, com curadoria de Adriana Nakamuta. A visita virtual pode ser acessada gratuitamente no site do Oi Futuro: http://tourvirtual-artecidade.institutooifuturo.org.br/virtualtour.html

Com tecnologia de fotografia digital 360º, o tour virtual permite um passeio completo pela mostra coletiva, como se o visitante estivesse caminhando pelas várias galerias do centro cultural, sem sair de casa, e com acesso a informações sobre as obras e acesso aos conteúdos das instalações artísticas e vídeos da mostra A exposição esteve em cartaz para visitação presencial de 26 de maio a 25 de julho no Centro Cultural Oi Futuro, no Rio de Janeiro, com todos os protocolos de segurança e agendamento.

A mostra traz obras dos artistas Beatriz Rauscher (MG), Clara Cavendish (RJ), Claudia Renault (MG), Denilson Baniwa (AM/RJ), Guto Nóbrega (RJ), Lucas Landau (RJ), Mariana Guimarães (RJ), Mauricio Pokemon (PI), Thiago Honório (MG/SP) e Thiago Martins de Melo (MA/SP), que foram convidados a apresentar uma produção inédita em suportes e linguagens diversos, contemporâneos, múltiplos, mas conectados com a cidade e suas diversas esferas de patrimônio, tendo como inspiração a cidade do Rio de Janeiro – Primeira Capital Mundial da Arquitetura, sede do Congresso Mundial de Arquitetos (UIA 2021) e Patrimônio Cultural Mundial na categoria Paisagem Urbana, ambos títulos concedidos pela Unesco.

A exposição justifica-se também pela realização do 27º Congresso Mundial de Arquitetos (UIA), que seria realizado no Rio de Janeiro em 2020 pela primeira vez no Brasil. A UIA foi adiada para este ano e, em função da continuidade da pandemia, ocorreu em formato remoto e virtual, com agenda global, tendo o Rio como sede oficial.

Segundo a curadora, esses artistas "trazem para o espaço expositivo do Centro Cultural Oi Futuro a materialidade da arte contemporânea e ativam as experiências visuais em sua diversidade, para a construção e a reconstrução de memórias e redes de relações com o patrimônio e o território das cidades brasileiras".

Fonte: Oi Futuro

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31