DISTRITO FEDERAL, Brasília - Maior museu a céu aberto do mundo tem três novas exposições nacionais que integrarão as atividades do local


Turistas poderão conferir também a obra de Jarbas Lopes. Crédito: Pedro Vilela/MTur

No mês em que celebra 15 anos de sua fundação, o Instituto Inhotim, localizado em Brumadinho (MG), apresenta novidades aos seus visitantes. Desde o último final de semana, o local conta com duas novas obras de artistas brasileiros e uma exposição internacional. As atrações se juntam às outras 700 obras de cerca de 60 artistas que compõe o maior museu a céu aberto do mundo e que atrai milhares de visitantes, anualmente, tornando-o um dos principais destinos culturais de Minas Gerais.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, destacou a importância deste importante atrativo brasileiro para o turismo. “É muito gratificante ver Inhotim retornando com essas novas atrações e com força total neste momento de retomada e de celebração. Além de cultura e história, Inhotim é um dos principais meios de contato dos turistas com a natureza e com atividades ao ar livre”, destacou.

Uma das obras inauguradas é a do artista Romulo Vieira. Denominada “O espaço físico pode ser um lugar abstrato, complexo e em construção”, a criação sobrepõe elementos presentes em espaços públicos e privados e reorganiza objetos e arquiteturas, fundindo ambientes de modo a causar deslocamentos simbólicos e funcionais. Já a de Lúcia Koch, une a arte e a arquitetura, levantando questões acerca do lugar da arte e a lógica das manobras de propagação das informações.

Outra novidade no espaço, é a exposição “Entre Terras”, da artista Aleksandra Mir. A obra ocupa a Galeria Praça com desenhos em grande escala da série Mediterranean (2007), trabalho em que questiona as forças sociopolíticas que moldam as identidades nacionais.

INHOTIM
Localizado a cerca de 60km de Belo Horizonte (MG), Inhotim encanta a todos que visitam o maior museu a céu aberto do mundo. Na área de 140 hectares, obras de uma impressionante magnitude dividem espaço com a flora e fauna da Mata Atlântica e do Cerrado, atraindo turistas e admiradores brasileiros e estrangeiros. O local foi inaugurado em 2002 e aberto para visitação pública desde 2006 e conta com obras famosas como a da carioca Adriana Varejão e da artista japonesa Yayoi Kusama.

Fonte: MTur - Victor Maciel

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31