RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - No dia do Aniversário da Biblioteca Nacional e Dia do Livro, 29 de outubro, será realizado o lançamento do livro de Thais Helena de Almeida, Conservadores, restauradores e cientistas na preservação do acervo da Biblioteca Nacional | de 1880 a 1980


Divulgação: FBN

Seria possível entender os caminhos percorridos pela Biblioteca Nacional na proteção de seu monumental acervo bibliográfico sem reelaborar as memórias dos profissionais conservadores, restauradores e cientistas que trabalharam para a sua preservação?

Esta obra revela que foram as memórias desses profissionais, suas práticas e suas pesquisas, durante os séculos XIX e XX, que permitiram compreender como a Biblioteca Nacional se tornou referência e disseminadora de uma cultura preservacionista no âmbito dos acervos bibliográficos.

Encontraremos o primeiro restaurador, Luiz Antonio de Montenegro, em 1883, um artista habilidoso, incorporando talentos esperados para esse profissional do século XIX. Aptidão que será substituída pela técnica do mestre Álvaro Meirelles dos Passos e de seus encadernadores, nas primeiras décadas do século XX. Na década de 1940, surgem profissionais, como Adalberto Barreto, que irão unir as técnicas, os equipamentos tecnológicos, os materiais e as pesquisas científicas para a consolidação do profissional conservador-restaurador. A partir da década de 1900, cientistas do campo da Entomologia, se unem aos profissionais da Biblioteca Nacional para combaterem os inimigos dos livros: os insetos bibliófagos.

É sobre essas memórias, aqui reveladas, que convidamos o leitor a percorrer narrativas sobre pessoas, preservação do acervo e do conhecimento e valorização da memória nacional.

LANÇAMENTOS DA BN
Segunda-feira, 29 de outubro, às 17h
Memórias dos conservadores, restauradores e cientistas na preservação do acervo da Biblioteca Nacional: 1880 a 1980, de Thais Helena de Almeida

Comentários de Manoel Ricardo de Lima (UNIRIO) e Silvana Bojanoski (UFPEL)

Acesse o canal do Youtube da FBN para acompanhar esse e outros eventos:
www.youtube.com/c/FundacaoBibliotecaNacional

O livro pode ser encontrado no formato digital na parte de Publicações do portal da Fundação Biblioteca Nacional:
https://www.bn.gov.br/producao/publicacoes/conservadores-restauradores-cientistas-preservacao-acervo

Thais Helena de Almeida é Conservadora-Restauradora da Fundação Biblioteca Nacional. Especialista em Conservação de Bens Móveis pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Mestre em Identidade e Cultura pela Universidade Federal de Viçosa/MG. Doutora em Memória Social pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Treinamento no Centre de Conservation du Livre, em Arles, França. É representante, no Brasil, da Associação Hispânica de História do Papel (AHHP). Desenvolve pesquisas na área da conservação e restauração de papel, história da produção do papel no Brasil e Marcas de proveniência bibliográfica. É membro do grupo de pesquisa Patrimônio Bibliográfico e Documental, coordenado pelo prof. Dr. Fabiano Cataldo, da UFBA.

Silvana de Fátima Bojanoski é Conservadora-restauradora e professora do Curso de Conservação e Restauração de Bens Culturais da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Doutora em Memória Social e Patrimônio Cultural pela Universidade Federal de Pelotas (2018). Mestre em História Social pela Universidade Estadual de Maringá (2007) Especialista em Conservação e Restauração de Obras em Papel na Universidade Federal do Paraná (1998). Graduada em História pela Universidade Federal do Paraná (1991). Atuou como Conservadora-Restauradora da Biblioteca Nacional de 2006 a 2010, sendo que no período de 2008 a 2010 foi Chefe do Centro de Conservação e Encadernação. Desde 2010 atua como professora do Curso de Graduação Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis da Universidade Federal de Pelotas, ministrando as disciplinas de Conservação e Restauração de Papel. Foi Coordenadora de Patrimônio Cultural e Comunidade, junto à Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PREC), na UFPel de 2018 a 2020. Possui experiência em Conservação de acervos arquivísticos e bibliográficos, atuando principalmente nas seguintes áreas: patrimônio cultural, conservação, restauração, conservação preventiva e terminologia. Contato através do e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Manoel Ricardo de Lima é Professor do Programa de Pós-Graduação em Memória Social, PPGMS, e da Escola de Letras, UNIRIO. Pesquisador CNPq, PQ-2. Publicou, entre outros, O método da exaustão [Garupa Edições, 2020], Pasolini: retratações [7Letras, 2019, com Davi Pessoa], Avião de alumínio [Quelônio, 2018, com Júlia Studart] Maria quer o mundo [Edições SM, 2015, para crianças], A forma-formante: ensaios com Joaquim Cardozo [EdUFSC, 2014], Geografia Aérea [7Letras, 2014], Jogo de Varetas [7Letras, 2012], As mãos [7Letras, 2003/2012], Fazer, lugar: a poesia de Ruy Belo [Lumme, 2011], Entre percurso e vanguarda – a poesia de Paulo Leminski [Annablume, 2002] e Falas inacabadas [Tomo, 2000, um livro-transparência, com Elida Tessler].

Coordena a coleção "móbile", de mini-ensaios, desde 2006 [Lumme Editor] e coordenou a edição da poesia completa de Ruy Belo no Brasil [7Letras]. Escreve a coluna "trabalhos no subsolo" para a revista Revestrés: http://www.revistarevestres.com.br Contato através do e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fundação Biblioteca Nacional
Secretaria Especial da Cultura
Ministério do Turismo
Governo Federal

Fonte: FBN

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31