SÃO PAULO, São Paulo - Local fica no 9° andar do edifício da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social, no bairro Liberdade


Espadas japonesas - Coleção Mantegazza (Foto: divulgação)

Neste mês de junho - que marca os 114 anos da chegada dos primeiros cidadãos nipônicos ao País - o Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil abre uma nova exposição em São Paulo. A nova atração completa o museu que retrata a história dos japoneses desde a chegada no Brasil até os dias atuais.

No acervo inédito, itens de diferentes épocas do Japão, desde espadas e documentos históricos até telas interativas e itens de cosplays, mangás, animes e metal heroes – com direito à armadura do consagrado Jaspion.

O museu possui o maior e mais completo patrimônio relacionado à história da imigração japonesa no Brasil, com 97.000 itens divididos em três andares do edifício da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social (Bunkyo). Em 2018, foi realizada a primeira etapa da modernização para adequar a exposição às necessidades dos visitantes e proporcionar bastante interatividade, para que todos pudessem acessar diferentes itens do acervo de maneira intuitiva e virtual.

Cada um dos espaços representa uma fase da imigração: o 7° andar retrata com equipamentos e maquetes a realidade dos primeiros grupos de imigrantes que vieram no navio Kasato Maru, para trabalhar nas lavouras. Já o 8° andar mostra o período da diversificação das atividades agrícolas passando pela Segunda Guerra Mundial até a década de 50, quando os nipo-brasileiros enfrentaram a discriminação e o isolamento por conta do cenário político. Entretanto, superaram as dificuldades para e integraram totalmente à sociedade brasileira. Agora, o 9º andar é a exposição que finaliza essa linha do tempo: a exposição começa nos anos 50 e finaliza nos dias atuais, quando o Brasil passou a receber influências culturais do Japão, como séries de TV, animes, mangás, cosplays, culinária e tecnologia.


Sala da Cultura Pop (Foto: divulgação)

"O museu é uma homenagem da comunidade nipo-brasileira para o público em virtude dos 200 anos da Independência do Brasil – mais da metade com presença de cidadãos da nação asiática, a maior comunidade japonesa fora do Japão. Além disso, representa a segurança de uma história preservada e passada aos nossos descendentes e divulgada a toda a população. Mais do que seu valor histórico, há também um valor afetivo muito grande, já que os itens expostos fazem do espaço um templo, em que cada peça tem uma grande história a ser contada", comemora a Presidente do Conselho Administrativo do Museu, Lidia Yamashita.

Sobre o Museu
Idealizado pelos imigrantes pioneiros preocupados com a preservação e transmissão de sua história às gerações seguintes, o Museu foi inaugurado em 1978, após ampla campanha de arrecadação de recursos no Brasil e no Japão. Localizado nos andares 7, 8 e 9 do prédio do Bunkyo, a exposição possui um acervo de mais de 97.000 itens pertencentes aos imigrantes japoneses, tais como fotos, jornais, microfilmes, livros, revistas, filmes, vídeos, discos LP, quadros de pinturas, utensílios domésticos e de trabalho e kimonos. A biblioteca especializada, entre milhares de documentos e fotografias, reúne as edições completas de jornais nipo-brasileiros. Neste ano o Museu foi contemplado pelo PRONAC e agora pode contar com o patrocínio de grandes empresas.

Bunkyo
A Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social (Bunkyo) foi fundada em 17 de dezembro de 1955, com uma missão de grande significado para a comunidade nipo-brasileira e ao relacionamento Brasil-Japão: organizar as comemorações do cinquentenário da Imigração Japonesa no Brasil, em 1958. Essa referência da representatividade do Bunkyo atribuída desde seu nascimento tem sido preservada e praticada ao longo desses anos. A entidade é a responsável pela manutenção do museu, inaugurado em 1978, após uma campanha entre o Brasil e Japão com a finalidade de manter viva a história e a cultura japonesa para as gerações seguintes de nipo-brasileiros e também ao público em geral como um capítulo da história do Brasil.

Patrocínios e parcerias
A exposição do nono andar do Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil foi viabilizada pela Lei de Incentivo à Cultura e tem o patrocínio de Honda, NGK, Toyota, Fast Shop, Yamaha, Yakult, Gazin, Genibra, Mayekawa, MUFG, Sakura, Mitsui&Co., MOL, Sompo Seguros, Epson, Panasonic e Guarani Agroindústria. O projeto é uma realização de Bunkyo, Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

Serviço
Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil

Endereço: Rua São Joaquim, 381 – Bairro Liberdade – São Paulo (SP)
Horário: Terça a domingo, das 13h às 17h
Mais informações: www.bunkyo.org.br/br/museu-historico

Fonte: divulgação por e-mail

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31