MINAS GERAIS, Belo Horizonte - A brasilianista, pesquisadora e escritora italiana Antonella Rita Roscilli apresenta a vida da memorialista Zélia Gattai e lança seu mais recente livro em Belo Horizonte na terça-feira, 18 de setembro, às 19h, na Casa Fiat de Cultura, espaço integrante do Circuito Liberdade.

Durante a XVI Semana da Língua Italiana no Mundo e no ano do centenário de Gattai, Antonella Rita Roscilli apresenta de forma completa a trajetória desta, que é considerada uma das principais personalidades da literatura baiana, durante a palestra “Zélia Gattai Amado e suas raízes italianas: Histórias e Língua como lugares de Identidade e Tradução de Memórias”.

A conferência faz parte do programa “Conversas Ítalo-Brasileiras”, realizado desde 2015 pela Casa Fiat de Cultura, em parceria com o Consulado da Itália em Belo Horizonte, e conta com apoio da Embaixada da Itália em Brasília e da Associação Cultural Ítalo-Brasileira de Minas Gerais (ACIBRA-MG), e tem entrada gratuita.

Antonella Rita Roscilli
Filha e neta de imigrantes toscanos e venetos e esposa de Jorge Amado durante 56 anos, Zélia Gattai foi uma escritora, fotógrafa e memorialista brasileira, expoente da militância política nacional durante quase toda a sua vida. Participava, com a família, do movimento político-operário anarquista que tinha lugar entre os imigrantes italianos, espanhóis, portugueses, no início do século XX.

Após lançamento na Academia de Letras da Bahia e na Fundação Casa de Jorge Amado, em Salvador, e no Instituto Italiano de Cultura de São Paulo, o livro “Zélia Gattai e a imigração Italiana no Brasil entre os séculos XIX e XX”, editado pela EDUFBA, será lançado em Belo Horizonte durante a palestra na Casa Fiat de Cultura. Na obra, Antonella Rita Roscilli mergulha no contexto histórico-social da Itália e do Brasil e busca compreender os valores que impregnaram muitas das famílias de imigrantes italianos e as várias dificuldades que eles viveram em terras estrangeiras. Desta forma, vai além dos limites de uma biografia de Gattai: é uma análise do fenômeno da imigração italiana no Brasil em uma etapa fundamental para a consolidação das raízes da comunidade italiana no país.

Antonella Rita Roscilli é italiana e vive, atualmente, em Roma. Brasilianista, escritora, pesquisadora, jornalista e tradutora, Roscilli dedica-se à divulgação da cultura brasileira na Europa, por meio de palestras, artigos, ensaios e idealização de documentários. Formada em Literatura Brasileira e Países da África Lusófona na Universidade “La Sapienza” de Roma, é Mestre em Cultura e Sociedade na UFBA.
 
Foi eleita Membro Correspondente na Academia de Letras da Bahia (ALB), é Membro do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB) e colaboradora da Fundação Jorge Amado (FCJA). Na Itália, por muitos anos trabalhou na Raí-Radiotelevisione Italiana como pesquisadora. É tradutora de obras, contos e matérias de autores brasileiros entre os quais destacam-se Zélia Gattai, Carlos Nejar, Sérgio Paulo Rouanet, José Carlos Capinan, Raul de Taunay e Aleilton Fonseca etc. Incentivou e colaborou na Itália para a criação de um Acervo de Literatura Brasileira contemporânea em língua portuguesa na Biblioteca "Vaccheria Nardi" da Prefeitura de Roma.

Convidada pela prefeitura de Massafra (Puglia), idealizou, organizou e inaugurou um outro Acervo de Literatura Brasileira em língua portuguesa na Biblioteca Comunale "Paolo Catucci", com o patrocínio da Academia de Letras da Bahia. É curadora oficial, junto com o acadêmico Aleilton Fonseca, deste acervo na Itália. Fundou e dirige a “Sarapegbe”, revista bilíngue italiana de Dialogo Intercultural (Cultura e Sociedade do Brasil).
 
Casa Fiat de Cultura
Há 10 anos, a Casa Fiat de Cultura cumpre importante papel na transformação do cenário cultural mineiro, ao apresentar, em Belo Horizonte, 26 importantes exposições, de renomados artistas brasileiros e internacionais. A grande arte de Caravaggio, Chagall, De Chirico, Rodin, Tarsila do Amaral e outros pôde ser apreciada e discutida de forma gratuita ao longo dos anos, por todos os públicos, de todas as idades e classes sociais.

Sempre com mostras inéditas, a instituição desenvolve um Programa Educativo que é peça fundamental nesse trabalho de valorização e de ampliação do conhecimento proporcionado a seu público. Para cada exposição, são idealizados conceitos e temáticas a serem trabalhados em atividades educativas, em um modelo de Ateliê Aberto, que proporciona aos visitantes um espaço de experimentação livre e de participação nos processos do fazer criativo.

Cerca de 1,8 milhão de pessoas já visitaram a Casa Fiat de Cultura e mais de 300 mil pessoas participaram das atividades educativas. Para cada público, uma abordagem especial é adotada, com o intuito de encantar e transformar, de maneira positiva, o imaginário de cada visitante. É com esse espírito de envolvimento e inclusão que a Casa Fiat de Cultura se tornou referência no Brasil, por meio da arte e da cultura, ao proporcionar experiências memoráveis ao público.

Serviço
Conversas Ítalo-Brasileiras
Palestra “Zélia Gattai Amado e suas raízes italianas: Histórias e Língua como lugares de Identidade e Tradução de Memórias”
Palestrante: Antonella Rita Roscilli
18 de outubro de 2016, às 19h

Lançamento do livro “Zélia Gattai e a imigração Italiana no Brasil entre os séculos XIX e XX”
Autora: Antonella Rita Roscilli
Editora EDUFBA
R$ 32,00
168 p.

Entrada Gratuita
Espaço Multiuso da Casa Fiat de Cultura
Praça da Liberdade, 10 – Funcionários – BH/MG
4º andar
Espaço sujeito à lotação (250 lugares)
Informações
(31) 3289-8900
www.casafiatdecultura.com.br

Fonte: SEC MG

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31