SÃO PAULO, São Paulo - Amigos e parentes de Gilberto Mendes se reuniram neste sábado (2) para se despedir do maestro e compositor, que morreu na sexta-feira (1) após um infarto. Seu corpo está sendo velado no litoral de São Paulo, no Memorial Necrópole Ecumênica de Santos.

Gilberto Mendes nasceu no dia 13 de outubro de 1922 e começou a estudar música 18 anos mais tarde no Conservatório Musical de Santos. Considerado um autodidata, ele frequentou o Ferienkurse fuer Neue Misk de Darmstadt, na Alemanha, entre 1962 e 1968.

Dos 93 anos de vida do maestro, 40 foram vividos ao lado de Eliana Mendes. 

Informações dão conta que Gilberto Mendes morreu nos braços da esposa após sofrer o ataque cardíaco. O músico, um dos signatários do Manifesto Música Nova, também deixa um filho, Carlos Mendes. 

Gilberto Mendes foi porta-voz da poesia concreta paulista, do grupo Noigandres. Ele também lecionava em universidades, realizava conferências e colaborava com revistas e jornais brasileiros. Em 1962, fundou o Festival Música Nova de Santos, o mais antigo do gênero na América Latina. Até sua morte, atuava como diretor artístico do evento.

Detentor de diversos prêmios, além do título de "Cidadão Emérito" da cidade de Santos, em 2004 Gilberto Mendes recebeu no Palácio do Planalto a insígnia e diploma de admissão na Ordem do Mérito Cultural, na classe de comendador, do Ministério da Cultura.

 

Fonte: Jornal do Brasil

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 02/01/2016, às 17:58h - 34 visitas até 16/05/2016)

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31