SÃO PAULO, São Paulo - Assim como a famosa personagem de Lewis Carrol, que ao atravessar o espelho tem sua percepção completamente alterada, a instalação imersiva O Gabinete de Alice, que fica na CAIXA Cultural São Paulo de 10 de dezembro a 19 de fevereiro, convida o público para um mergulho em possibilidades inéditas, propondo experiências em artes visuais e mídias interativas, associadas a estudos sobre movimento e fisiologia do corpo.

A mostra é gratuita e tem o patrocínio da Caixa Econômica Federal.

O Gabinete de Alice oferece ao público experimentações sensoriais por meio de recursos tecnológicos e manipulação da percepção. Dessa forma, a instalação pretende fazer com que o visitante se desligue completamente do mundo exterior, “fora da cabine”, sendo estimulado por seus sentidos a entrar em contato com sua própria subjetividade que, por conta dos vícios perceptivos da modernidade, muitas vezes passa despercebida.

O projeto levou cerca de dois anos para ser desenvolvido, levando em conta o uso das tecnologias atuais na conscientização de nossas capacidades sensoriais, e contou com a participação de pesquisadores, terapeutas e artistas, como o cineasta e videoartista Lucas Bambozzi, o terapeuta corporal Ale Duarte e a Doutora em Dança e Educação Somática Laura Campos.

O projeto também contou com a participação do artista visual Joãozito Pereira e do arranjador e instrumentista Pedro Augusto Dias, ambos da Bahia, onde a instalação foi desenvolvida e apresentada pela primeira vez.

Experiência estética e autoconhecimento
O Gabinete de Alice é inovador e único, porque representa um projeto de fronteira entre as artes e outros campos alheios a ela, como processos terapêuticos e de experimentação sensorial. A experiência se torna uma oportunidade de descompressão da realidade para os visitantes. A obra pretende despertar diferentes formas de conscientização, começando pela básica, a percepção de si, do próprio corpo e de seu entorno.

Segundo Lucas Bambozzi, O Gabinete de Alice sintetiza questões relevantes e necessárias para o momento atual, a relação dos estados somáticos com a tecnologia e um entendimento expandido sobre novas mídias. “A situação de pausa e descompressão, em contraposição às urgências contemporâneas, é uma das propostas da obra, a partir de um ambiente lúdico e perceptivo”, explica.

Na prática, ao entrar na instalação, o público segue um percurso livre, no qual imagens e gráficos respondem à presença e a interações. Sons, padrões visuais, pulsações luminosas e sensores de movimento conduzem o visitante a uma viagem narrativa pontuada por diferentes intensidades.

“Dessa forma, o objetivo da instalação imersiva não é apenas a construção de um ambiente que atualize nossa capacidade inventiva, mas que também desperte nossa potência sensorial em um mundo que se configura, cada vez mais, a partir de ambientes tecnológicos”, completa Bambozzi.

Além das sessões regulares, a mostra terá duas visitas-guiadas, sendo uma para deficientes visuais e auditivos, em 17 de dezembro, e outra para o público em geral, no dia 21 de janeiro.

Ficha Técnica
Idealização: Ale Duarte, Joãozito Pereira, Laura Campos e Lucas Bambozzi
Coordenação Geral: Laura Campos e Lucas Bambozzi
Desenho de cenografia e montagem: Joãozito Pereira
Direção de imagens, interatividade e conteúdo: Lucas Bambozzi
Consultor e pesquisador em fisiologia e educação do movimento: Ale Duarte
Design gráfico: Julio Dui
Assessoria de imprensa: Lilian Michelan (São Paulo)
Montagem e cenografia: Blade (Salvador), Elástica/William Zarella (São Paulo)
Direção de montagem: Lanussi Pasquale (Salvador), William Zarella (São Paulo)
Textos: Laura Campos e Lucas Bambozzi
Desenvolvimento tecnológico: Toni Oliveira, Javier Cruz e Guima San
Trilha sonora: Pedro Augusto Dias
Produção executiva: Tiago Tao e Marina Pinheiro

Serviço
Exposição 'O Gabinete de Alice'
CAIXA Cultural São Paulo (Praça da Sé, 111 – Centro) de 10 de dezembro de 2016 (sábado) a 19 de fevereiro de 2017 (domingo)
Horário: sessões contínuas das 10h30 às 14h e das 15h às 19h
Informações: (11) 3321-4400
Classificação indicativa: Livre
Entrada franca

Fonte: CAIXA Cultural SP

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31