DISTRITO FEDERAL, Brasília - Em 2016, o fotógrafo carioca João Roberto Ripper visitou Pernambuco a convite do Centro Sabiá, ONG que desenvolve ações de promoção e fortalecimento da agricultura familiar e camponesa, para documentar o cotidiano de homens e mulheres do campo.

O trabalho resultou na exposição itinerante 'Uma deliciosa teimosia em ser feliz', que o Museu da Abolição (MAB), em Recife (PE), inaugurou nesta sexta-feira (21).

A exposição traz registros fotográficos do cotidiano de trabalhadores rurais residentes em três territórios pernambucanos: Zona da Mata, Agreste e Sertão do Pajeú. A abertura da mostra contará com a presença do fotógrafo João Ripper e de agricultores e agricultoras que foram fotografados.

Em cartaz – Até o dia 29 de julho, o MAB exibe também a exposição 'Museu da Parteira: Saberes e Práticas' – que ocupa as duas primeiras salas do museu e exibe instrumentos cirúrgicos e de sabedoria popular usados pelas parteiras na assistência ao parto.

Também segue em cartaz a exposição 'Instantâneas da África', que traz fotografias de Diego Di Niglio que contam um pouco do cotidiano em alguns países da África, desmistificando o imaginário puramente selvagem relacionado ao continente.

Outra exposição que pode ser visitada no MAB durante este período de férias escolares é 'Respeito Afrobrasilidade', desdobramento do Projeto Selos 2017, que trata sobre a intolerância às religiões de matriz africana e é composta por fotografias e representações materiais dessas religiões.

O Museu da Abolição fica na Rua Benfica, 1150 – Madalena, em Recife (PE). Pode ser visitado de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados, das 13h às 17h.

Fonte: Ibram

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31