DISTRITO FEDERAL, Brasília - Seminários, palestras, oficinas, exposições, rodas de conversa, visitas guiadas e apresentações culturais são algumas das atividades que compõem as programações do Dia Nacional do Patrimônio em diversas cidades do Brasil.

Um dos destaques deste ano será o lançamento do emblema do Patrimônio Cultural Brasileiro, no dia 16, durante a programação do Seminário Internacional Gestão do Patrimônio Moderno em Belo Horizonte (MG). O emblema foi escolhido dentre mais de 280 inscritos no concurso realizado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Desde 1998, ano do centenário de Rodrigo Melo Franco de Andrade, o dia 17 de agosto é dedicado ao Dia do Patrimônio. Nascido em Belo Horizonte, o advogado, jornalista, escritor e primeiro presidente do Iphan, criou a Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, uma das principais publicações do país sobre preservação do patrimônio cultural brasileiro. Entre 1934 e 1945, período em que Gustavo Capanema era ministro da Educação, Rodrigo Melo Franco de Andrade integrou o grupo formado por intelectuais e artistas herdeiros dos ideais da Semana de 1922, quando se tornou o maior responsável pela consolidação jurídica do tema Patrimônio Cultural no Brasil.

Painel de azulejos de Cândido Portinari, no Edifício Palácio Gustavo Capanema(RJ). Foto: Márcio Vianna.

Celebrações pelo Brasil
Durante o mês de agosto, o Dia do Patrimônio é celebrado com atividades nas capitais e em cidades do interior. No Espírito Santo, Detalhe do frontão da Igreja de São Gonçalo, em Vitória (ES) a Semana do Patrimônio Cultural, realizada pela Secretaria de Estado da Cultura do Governo do Estado do Espírito Santo e pela Superintendência do Iphan-ES, ocorrerá de 15 a 17 de agosto na capital, Vitória, e em Anchieta. No dia 15 haverá Visita Mediada no Arquivo Público Estadual, no dia 16 palestra sobre o Papel do Iphan na Preservação do Patrimônio Arqueológico, no Centro de Cultura de Anchieta e no dia 17 o seminário Conviver com o Patrimônio Cultural, na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), no Auditório Manoel Vereza – CCJE, em Vitória. Toda a programação da Semana do Patrimônio Cultural é gratuita.

A Superintendência do Amapá promoverá um debate em que se discutirá os 17 anos do Programa Nacional do Patrimônio Imaterial: Balaços e Perspectivas. A atividade pretende apresentar ao público o trabalho desenvolvido pelo Instituto no âmbito do Decreto nº 3551/2000 que instituiu o programa nacional do patrimônio imaterial e forneceu diretrizes para a identificação, a documentação, o registro e a salvaguarda dos bens culturais de natureza imaterial. O evento ocorrerá no Auditório da Superintendência do Iphan no Amapá. Há 40 vagas.

Painel de azulejos de Cândido Portinari, no Edifício Palácio Gustavo Capanema, no Rio de Janeiro (RJ)Em São Paulo, o Iphan participará da 3 ª Jornada do Patrimônio promovida pela Prefeitura de São Paulo, além da conferência A importância da adoção de políticas públicas, voltadas para a preservação do patrimônio histórico do Brasil, em Jundiaí e do Café com prosa Saberes da paisagem: nosso patrimônio comum em São Luiz do Paraitinga. No Rio de Janeiro (RJ) (link), a exposição #bastidoresdacriação – Arte Aplicada ao Carnaval, que estará aberta até o dia 20 de agosto no Centro Cultural Paço Imperial, recebe a mesa redonda Escolas de Samba – Arte, Cultura, Economia e Patrimônio na Haverá distribuição de senhas meia hora antes da palestra.

Além do lançamento do emblema e do semináriohaverá entrega de obra do PAC em Ouro Preto, a Igreja Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias. Já em Goiás, a Superintendência do Iphan realizará duas edições especiais do Café com Prosa, com palestras e discussões temáticas. O Café com Prosa é uma ação desenvolvida há alguns anos pelo Iphan-GO, como uma oportunidade de fortalecer as relações interinstitucionais e de dialogar com gestores públicos, estudantes, professores, pesquisadores, representantes de entidades civis organizadas e demais interessados na área do Patrimônio Cultural.

Haverá, na sede do Iphan em Cuiabá (MT), nos dias 17 e 18, a Semana do Patrimônio. A programação conta com palestras, roteiro histórico pelas ruas de Cuiabá e visitas em casarões do centro histórico. Icó (CE), primeiro município do interior da região Nordeste a ter seu conjunto arquitetônico tombado pelo Iphan, realizará entre os dias 16 e 19 a Semana do patrimônio cultural de Icó. A solenidade de abertura será no Teatro Municipal da Ribeira dos Icós, espaço cênico mais antigo do estado e tombado pelo Iphan e em nível estadual. Contará, em sua programação (anexo), com o evento de implantação da Casa do Patrimônio de Icó, espaço pedagógico em educação patrimonial a ser entregue à sociedade no dia 17 pelo Iphan em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Cultura e Turismo, Universidade Federal do Cariri (UFCA), além de instituições da sociedade civil.

Em Recife (PE), ocorrerá a décima Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco. O evento, promovido pela Fundação do Patrimônio Jardins Burle Marx em Recife.Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e Secretaria de Cultura (PE), será realizado de 14 a 18 de agosto. Já no Paraná, a Exposição: 60 Pra Ver a Lapa, na Casa do Patrimônio da Lapa, estará aberta até o dia 17 de setembro. Reunindo uma série de 60 desenhos de Elói Fávaro, expressa a beleza e riqueza do patrimônio histórico e cultural da Lapa. A exposição é uma iniciativa do Iphan-PR e Rede de Parceiros da Casa do Patrimônio da Lapa. Haverá também no estado, nos dias 18, 19 e 20/08, na Ilha dos Valadares, na cidade de Paranaguá (PR), a Festa do Fandango, que visa promover, divulgar e debater temas realcionados ao Fandango, no intuito de preservar esta manifestação cultural típica do litoral paranaense, registrada como Patrimônio Cultural Brasileiro pelo Iphan em 2012. A programação inclui apresentações de dança, exposição fotográfica, roda de conversa, mesas de discussão, conferência e outras atividades.

O mês de agosto será de intensa mobilização em torno de eventos sobre patrimônio cultural em Laguna (SC). Haverá o circuito expositivo e mostra fotográfica Caminhos do Ladrilho em SC, que ficará aberto para visitação entre os dias 14 de 18 de agosto, das 14h às 17h. O projeto é uma iniciativa do Instituto Chachá, em parceria com o Iphan, SESC e Escola Básica Jeronimo Coelho. No dia 16 de agosto, a programação traz o Seminário Patrimônio Cultural Imaterial: Desafios e Perspectivas. No dia 17, será realizada uma Roda de Conversa entre pescadores e gestores das instituições de Patrimônio Cultural para dialogar sobre a pesca artesanal com botos em Laguna. À noite, acontecerá a mesa redonda O patrimônio que nos torna iguais e o que nos faz únicas: Laguna, Imbituba e Garopaba, em uma iniciativa do Instituto Cultural Chachá e SouIM, apoiada pelo Iphan e pelos municípios que integram a Rota da Baleia Franca. Dia 18, haverá o Passeio Cultural para conhecer o Centro Histórico de Laguna em parceria com o SESC. A saída será em frente ao Cine Teatro Mussi ás 9h.

Em parceria com a Universidade Estadual de Roraima (UERR), o o Iphan/RR promoverá o II Seminário de Patrimônio Cultural de Roraima: Práticas e Reflexões, que ocorrerá nos dias 16 e 17 de agosto, no auditório da UERR.  A programação contará com a realização de exposição fotográfica, palestras, dois minicursos e uma mesa redonda, nas quais serão apresentadas e debatidas várias questões sobre as ações pertinentes à preservação e salvaguarda do Patrimônio Cultural do Estado de Roraima.

A Casa do Patrimônio em São Cristóvão (SE) terá visitações de 14 a 18 de agosto na Exposição de Arqueologia das 8h às 12h e das 13h Carimbó ganha título de patrimônio cultural brasileiroàs 18h. No Mato Grosso do Sul, haverá celebrações do Dia do Patrimônio nas cidades de Campo Grande, Corumbá e Bonito. As programações contam com mesa redonda, palestras, roda de conversa, visitas técnicas, apresentação de curtas-metragens e apresentações culturais; Já no Pará, a cidade de Bragança será o centro das comemorações Patrimônio Cultural. Entre os dias 16 e 18 de agosto, acontece no município a segunda edição do projeto Pará Patrimonial, promovido pela Associação dos Agentes de Patrimônio da Amazônia (ASAPAM) em parceria com o Iphan-PA e com a Faculdade de História da Universidade Federal do Pará (UFPA) Campus de Bragança. O público está convidado a refletir sobre a importância do patrimônio cultural brasileiro, assim como o papel do historiador na valorização da memória e da cultura de um povo. A programação inclui oficinas, palestras e mesas redondas, realizadas no Campus Bragança da UFPA. As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas pela Internet.

Já Porto Velho (RO), o Iphan-RO em parceria com o Governo do Estado de Rondônia, realizará no dia 16 seminário voltado aos professores da rede estadual de educação de Porto Velho. Haverá visitação guiada pelo Cento Histórico de Porto Velho, palestras, mesa redonda e Oficina de Formação sobre a Identidade Arquitetônica de Porto Velho. Na capital, Brasília (DF), a exposição O Brasil em Brasília – Mosaicos do Patrimônio Cultural, será lançada no dia 31 de agosto no mezanino e anexo do Museu Nacional da República (Setor Cultural Sul). Realizada pelo Iphan-DF, um dos módulos da atração é sobre o Patrimônio Arqueológico do Distrito Federal, que abriga cerca de 50 sítios arqueológicos e 67 cavernas, algumas, inclusive, com pinturas rupestres. O público poderá ver vestígios arqueológicos de sítios líticos de caçadores-coletores com idade aproximada de mais de 8 mil anos.

Eu e o Patrimônio
Nas redes sociais, a ação Eu e o Patrimônio, que celebra os 80 anos do IphanAção Eu e o Patrimônio Cultural, premiará as três fotos mais curtidas enviadas pelos seguidores. As fotos devem representar e registrar a diversidade do Patrimônio Cultural Brasileiro, destacando seu valor social, histórico ou artístico, atribuído pelas diversas temáticas da preservação do Patrimônio Cultural e o direito à memória. O primeiro lugar receberá a Coleção Dossiê dos Bens Culturais Registrados, composta por 14 volumes. O segundo lugar, a publicação Atlas dos Monumentos Históricos e Artísticos do Brasil, do professor Augusto Carlos da Silva e o terceiro colocado será contemplado com cinco volumes da coleção Roteiros do Patrimônio.  O resultado estará disponível na página do Iphan do facebook no dia 31 de agosto.

Fonte: Iphan

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31