DISTRITO FEDERAL, Brasília - A Escola de Patrimônio, o Centro Lúcio Costa (CLC) do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), agora é oficialmente uma das cinco Unidades Especiais do Instituto.

Graças à nova Estrutura Regimental do Iphan, a Escola do Patrimônio passa a contar com a Unidade Gestora do CLC, uma unidade administrativa própria, assim como já ocorre com o Centro Cultural Sítio Roberto Burle Marx, Centro Cultural do Patrimônio – Paço Imperial, Centro Nacional de Arqueologia e Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular. Com isso, o Centro passa a gerir diretamente os recursos da unidade, o que permite maiores possibilidades de articulações. A iniciativa irá convergir todas as ações de capacitação e de pesquisa aplicadas no campo da gestão do patrimônio cultural no Instituto.

A Escola atuará no desenvolvimento de atividades de capacitação, contribuindo para a construção do Sistema Nacional de Patrimônio Cultural, com o objetivo de fomentar a gestão compartilhada entre os entes federativos e a sociedade, onde os domínios da função pública, das relações interfederativas, das competências concorrentes no campo do patrimônio, das políticas setoriais e transversais ao patrimônio e dos processos participativos para a formulação, implementação e avaliação das políticas públicas patrimoniais constituirão a tônica de suas atividades. O Centro Lucio Costa ficará responsável também, enquanto Escola do Patrimônio, pelo gerenciamento do Plano de Capacitação de Servidores do Iphan, empreendendo atividades formativas em diversos níveis e para vários estratos funcionais, considerando desde a alta direção até os níveis operacionais.

Centro Regional de Formação em Gestão do Patrimônio
A instalação da unidade administrativa no Centro Lucio Costa é uma etapa fundamental e estratégica também para o funcionamento do Centro Regional de Formação em Gestão do Patrimônio, Centro de Categoria 2 (CC2) sob os auspícios da UNESCO. Com isso, facilitará sua afirmação como centro de intercâmbio de informações e experiências entre profissionais de língua portuguesa e espanhola de 17 países, consolidando conhecimento no campo e propiciando treinamento gerencial e técnico para a gestão do Patrimônio Mundial existente nessa região.

Fonte: Iphan

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31