RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - Uma reflexão sobre a falta de horizonte, que torna tolerável a indolência no cotidiano. Este é o mote de 'Ensaio de um Presente Indolente', instalação performática da artista argentina Melisa Zulberti, desenvolvida ao longo de oito semanas de investigação e produção no Rio de Janeiro e que será apresentada nos dias 30 e 31 de agosto (quinta e sexta) na Casa Rio, um espaço da Secretaria de Estado de Cultura/FUNARJ, às 20h. No dia 1 de setembro, a obra também será exposta na Fábrica da Bhering, durante o Circuito Interno do mês.

Foto: divulgação

Na quinta, após a exibição da obra na Casa Rio, o público e os convidados estarão convidados para o lançamento oficial e vernissage. Já na sexta, logo após a apresentação, Melisa Zulberti conversará com o público para trocar experiências e interpretações sobre o seu trabalho. Após a sua passagem pelo Rio, a artista participará da Bienal de São Paulo e de outras pesquisas e exibições em museus de Madri, Barcelona, Miami e Nova York.

Durante oito semanas, Melisa esteve hospedada e instalada na residência artística da Casa Rio, desenvolvendo a instalação com a ajuda de artistas locais recrutados por ela, entre eles, Eduardo Ibraim, Fernanda Huffel, Fernando Alves (Fenanu), Samuel Castelo e Tatyane Meyer. Essa combinação, segundo a artista da pequena cidade de Tandil, trouxe um outro aspecto para a criação, unindo as experiências e expressões corporais dos novos participantes.

Em 'Ensaio de um Presente Indolente', dando continuidade à pesquisa iniciada em seu trabalho anterior, "Todo Dentro", a artista explora interconexões entre diferentes linguagens. Mistura de espaço cênico com obra de arte visual, a instalação sugere ao visitante diferentes maneiras de adentrar a obra de arte.

"Minha ideia era trabalhar com a diversidade de pessoas que viessem de vários lugares e contextos diferentes. Entre os performers da obra, escolhi acadêmicos, artistas, uma dançarina, um músico local... É um grupo muito diverso. Eu trabalho muito com a fisicalidade do corpo e o fato de que cada um tenha distintas características e vivências, faz com que a obra tenha um pouco do mundo deles também", explica a artista.

A argentina conta ainda que suas instalações são produzidas de maneira "clássica", com total enfoque no visual. "Eu trabalho a minha arte desde a totalidade. É um trabalho multidisciplinar, uma mistura de tudo para que a obra aconteça. Tem a ver com o trabalho físico e com o ponto de vista do público. Desde o início das minhas criações, procuro explorar a relação que o espectador vai ter com a obra, quero que ele se sinta comovido", conta.

'Ensaio de um Presente Indolente', que teve um ensaio aberto no Circuito Interno da Bhering neste mês de agosto, foi um processo definido pela artista como "muito intenso". "Tive pouco tempo e apenas oito ensaios antes da estreia. Mas tive a sorte de encontrar artistas muito entusiasmados e que estão trabalhando muito. Nunca fiz uma obra em tão pouco tempo e com a dificuldade de fazer em outro idioma. Mas busco ser muito objetiva, para que eles cheguem no dia da apresentação seguros".

A obra também estará da Residência Móvel São Paulo no âmbito da 33º Bienal de São Paulo e será exposta na mostra coletiva Matéria Prima, do Museo MAR de Buenos Aires, de setembro a novembro. Ensaio de um Presente Indolente também participará do programa de residência R.A.R.O em Madrid, com exposição na galeria Rizoma, de outubro a dezembro.

Foto: divulgação

Sobre a Casa Rio
A Casa Rio, inaugurada em 2015, é uma residência internacional para artistas e produtores culturais localizada em Botafogo. Ela funciona como um espaço de trocas e intercâmbios para profissionais da cultura, artistas e pesquisadores, e também como um centro cultural de programação versátil.

O equipamento pertence à FUNARJ/Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro e tem gestão e curadoria da ONG People's Palace Projects do Brasil. A ONG atua há 20 anos na área de intercâmbios internacionais sob a forma de residências, projetos de pesquisa e atividades culturais com foco nos campos da arte, dos direitos humanos e da justiça social.

Sobre a artista
Melisa Zulberti (Tandil, 1989) é bailarina de dança contemporânea, artista multidisciplinar e diretora. Formada pelo Instituto Universitario Nacional de Arte UNA de Buenos Aires, tem se especializado na realização de instalações. Seus trabalhos foram apresentados no Fondo Nacional de las Artes, Usina del Arte, MACBA, Teatro San Martín, MALBA e Bienal de Performance BP17. Em 2017 foi selecionada como artista emergente para participar do laboratório de criação Clínica Fronteiras pelo Museo MAR, em Buenos Aires. Sua última obra, Todo Dentro, composta de duas instalações performáticas, integrou a programação do festival internacional portenho 11FIBA em 2017 e foi exposta no MUMBAT, Museo de Bellas Artes de Tandil. Em 2018 participará da Residência Móvil São Paulo no âmbito da 33º Bienal de São Paulo e terá seu trabalho exposto na mostra coletiva Materia Prima, do Museo MAR, de setembro a novembro. Também participará do programa de residência R.A.R.O em Madrid, com exposição de seu trabalho na galeria Rizoma, de outubro a dezembro.

Saiba mais: behance.net/melizulberti

Ficha ténica
Ensaio de um Presente Indolente
Conceito e obra: Melisa Zulberti
Assistência de direção: Daniel Bouzas
Registro fotográfico: Bléia Campos
Performers: Eduardo Ibraim, Fernanda Huffel, Fernando Alves (Fenanu), Samuel Castelo e Tatyane Meyer
Captação de vídeo e edição: Clarissa Ribeiro
Assistência de audiovisual: Mariana Gama
Produção: Brenno Erick e Elquires Souza
Assistente de produção: Paola Fusco
Produção de moda: Adriane Brito
Figurino: Victor Guedes
Performers: Eduardo Ibraim, Fernanda Huffel, Fernando Alves (Fenanu), Samuel Castelo e Tatyane Meyer

Serviço
Dias 29 e 30/08 – Quinta e sexta, às 20h
Local: Casa Rio
Endereço: Rua São João Batista, 105 – Botafogo, RJ.
Telefone: 21 2148-6999.
Duração: 60 minutos.
Recomendável chegar com alguns minutos de antecedência.
LIVRE. Grátis.

Dia 01/09 – Horário a confirmar
Local: Fábrica da Bhering (Circuito Interno)
Endereço: R. Orestes, 28 - Santo Cristo
Duração: 60 minutos
Recomendável chegar com alguns minutos de antecedência.
LIVRE. Grátis.

APOIO
Fábrica Bhering (Circuito Interno), Ateliê Maria Eugênia Baptista, Brechó do Casarão, Boca do Trombone, Casa Rio/FUNARJ e Ministério de Cultura Presidencia de La Nación.

Fonte: divulgação por e-mail

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31