SÃO PAULO, São Paulo - Artistas residentes apresentarão suas pesquisas em três dias de atividades online.


Foto: divulgação

O evento Desktop Aberto, versão online do Ateliê Aberto do Pivô, encerrará o primeiro ciclo de residências do Pivô Pesquisa com uma série de atividades propostas pelos artistas residentes especialmente para a internet. O programa será apresentado ao vivo, em uma sala de encontros virtual, nos dias 3, 4 e 5 de junho. Além da programação de lives, o evento ainda inclui um programa de vídeos e o lançamento de uma publicação digital, o Caderno Remoto, que reúne trabalhos e registros dos processos dos 12 artistas.

Participaram do programa: Ana Matheus Abbade, Eduardo Amato, Gabriela Godoi, Helô Sanvoy, Júlia Rocha, Livia Paola Gorresio, Maria Noujaim, Matheus Chiaratti, Pedro Hurpia, Pedro Zylbersztajn, Walter Solon e Wisrah Villefort.

O primeiro ciclo do Pivô Pesquisa recebeu acompanhamento curatorial de Livia Benedetti e Marcela Vieira, da plataforma aarea, e foi apoiado em diversas atividades online, algumas delas abertas ao público. O programa se apresentou como um desafio durante seus 3 meses de duração, após ter sido adaptado para o território da internet com a suspensão das atividades públicas do Pivô. Artistas, curadoras e instituição enfrentaram juntos o desafio de rever suas atividades diante das especificidades do contexto digital, e pensar no que significa a produção artística e a atuação institucional sob a mediação compulsória das telas.

A programação do Desktop Aberto inclui diversas propostas, como performances, aulas, apresentação musical, vídeo, conversa, palestra, studio visit, além de um programa de 10 vídeos que será hospedado no site do Pivô durante os três dias de evento. O lançamento de uma publicação coletiva digital, o Caderno Remoto, completa o programa.

Serviço
Desktop Aberto
3, 4 e 5 de junho
Ana Matheus Abbade, Eduardo Amato, Gabriela Godoi, Helô Sanvoy, Júlia Rocha, Livia Paola Gorresio, Maria Noujaim, Matheus Chiaratti, Pedro Hurpia, Pedro Zylbersztajn, Walter Solon e Wisrah Villefort.
www.pivo.org.br

Programação completa
03/06
16h
Asas do Labirinto: Hélio Oiticica e Lorenza Böttner
Aula livre por Agrippina R. Manhattan e Ana Matheus Abbade
Hélio Oiticica e Lorenza Böttner produziram entre 1960 e 1980 práticas artísticas que repercutem as marcas dos deslocamentos intercontinentais. A aula procura intersecções entre estas duas artistas e encarar a fronteira entre o que somos e aquilo que o outro nos olha. É possível imaginar mundos sem eu e sem tu? Duração: 40'-60'

17h30
Pivote
O artista residente Matheus Chiaratti convida poetas para uma live de leituras
poéticobabilônicas sobre o corpo, piva, o erótico, o sexual, hilda hilst. O áudio da live será gravado para integrar o oitavo episódio do seu podcast, o Pivote.
Com Verónica Yattah e outros convidados. Duração: 60'

18h30
Fenestra
O trabalho de Helô Sanvoy é formado por imagens exibidas lado a lado e transmitidas simultaneamente de locais diferentes: a primeira, feita por um celular, registrando a vista da janela de um apartamento em São Paulo; a segunda transmite o feed do perfil do Instagram do artista. Duração: 60'

[16h - 19h30h]
cru
Júlia Rocha
cru (2016-2020) é um movimento contínuo de olhos fechados, que acontece simultaneamente ao movimento que já está no espaço. Os sons e ações são formas que se desdobram a partir de um mergulho nas camadas mais sensíveis da musculatura.

04/06
17h
sumo/texto
Júlia Rocha
Colagem de trechos de textos de artistas que praticavam o zen. Estão presentes traduções de John Cage, Laurie Anderson, Leonard Cohen e Yoko Ono, entre outros. O texto é parte da peça sumo (2014-2019). Duração: 18'

17h30
Estímulo ao Progresso
Apresentação do vídeo em andamento do artista Pedro Zylbersztajn + conversa com o artista sobre as questões do vídeo. Duração: 30'

18h
Foundation
Apresentação musical de Walter Solon com faixas do álbum inédito.

[16h - 18h30h]
Pedro Zylbersztajn
Ao longo de toda a tarde, a tela do computador do artista Pedro Zylbersztajn será compartilhada com os visitantes do Desktop Aberto, e por ela passarão vários experimentos e rascunhos produzidos durante o período da residência.

05/06
18h
Breaking news
Pedro Hurpia
Abertura do desktop do artista com vídeos retirados do Youtube, em referência ao projeto "The Hummmmm" (2020). Duração: 30'

18h30
Super Amuleto: Tarde de Dia de Cão
Palestra-performance de Wisrah Villefort
Partindo de sua pesquisa em torno do não-humano, Wisrah Villefort percorre sua área trabalho, na forma de uma palestra performativa, trazendo recortes visuais, textuais e sonoros acerca de algumas relações de morte interespécie. Duração: 25'

19h
Os espaços da tela
Aula aberta de Maria Noujaim
Buscando simplesmente explorar a dança e o espaço nos limites de uma tela de computador, a aula se propõe a movimentar os diversos planos e vetores contidos nessa superfície, abrindo a percepção para possibilidades inauditas do movimento nesse contexto. Duração: 40'

20h
Festa de encerramento

Programa de vídeos
O ovo e a galinha
Eduardo Cardoso Amato
vídeo - filmagem de desktop aberto com Adriana Tabalipa, Eleonora Gomes, Fernanda Pompermayer, Gustavo Francesconi, Jonas Sanson e Leo Bardo.
*"O ovo e a galinha" é o título de um texto de Clarice Lispector para o Primeiro Congresso Mundial de Bruxaria, Bogotá / 1975.

slep ah risc risc chuáá
Gabriela Godoi
vídeo | 10' | loop | estéreo | 2020

The Hummmmm
Pedro Hurpia
vídeo | 21:9 | 9'50" | estéreo | cor
*requer o uso de fone de ouvido

Teletubbies signals
Maria Noujaim e Vivi Villanova
vídeo | 44'' | 2020

Não, eu sou um humano
Pedro Zylbersztajn
vídeo | 3' | 2016
Concepção, direção, arte e edição - Pedro Zylbersztajn
Fotografia e câmera - Lucas Cunha
Agradecimento à Rodrigo Barja e família pela locação

Lei de distribuição dos componentes
Helô Sanvoy
vídeo | 2020

Puzzle
Ana Matheus Abbade
vídeo | HD | 2020

SONY GELO
Wisrah Villefort
vídeo | 5' | 2020

sentimento da cor
Livia Paola Gorresio
video I 15'49" I cor I sem som I 2020

Mother of All Fictions
Walter Solon
vídeo | HD | 29'59'' | 2019

Sobre o Pivô Pesquisa
Pivô Pesquisa é o programa de residências do Pivô. Focado principalmente na prática de ateliê e no acompanhamento de projetos, o programa tem como objetivo criar um ambiente de experimentação em que a pesquisa individual é privilegiada ao mesmo tempo em que o diálogo entre artistas, curadores e críticos é frequentemente estimulado. No início do ano, a instituição anunciou mudanças no programa, que a partir de 2020 passa a ser realizado de forma integralmente gratuita para seus participantes, que recebem acompanhamento crítico contínuo de curadores convidados a cada ciclo. A pandemia de Covid-19 fez com que o Pivô suspendesse todas as suas atividades públicas e o programa de residências foi totalmente adaptado para o ambiente digital. A iniciativa tenta responder de forma propositiva a questões impostas neste momento em que tanto práticas artísticas quanto formas de interação social precisam ser repensadas.

Sobre a aarea
aarea é uma plataforma que comissiona e apresenta trabalhos de arte concebidos especialmente para a internet. Apenas um projeto é exibido a cada edição e os artistas convidados respondem ao desafio de conceber, normalmente pela primeira vez, uma obra cujo veículo exclusivo é a internet. Ao entrar em www.aarea.co, o visitante não tem contato com outros dispositivos fixos, tais como textos de apresentação, links ou botões que não pertençam à proposta do artista. A ausência de mediação que define seu formato faz do aarea uma iniciativa inédita de circulação de trabalhos de arte no ambiente virtual. As atividades do aarea também se estendem para além da internet, em um programa público de curadorias, encontros e parcerias com outras instituições, sempre partindo de uma perspectiva pós-digital. O aarea foi fundado em 2017 por Livia Benedetti e Marcela Vieira e, até 2019, já comissionou 28 edições.

Fonte: divulgação por e-mail

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31