MINAS GERAIS, Ouro Preto - Museu da Inconfidência celebra aniversário no dia 11 de agosto


Foto: Acervo APM

Em meados da década de 30, o presidente Getúlio Vargas determinou que os restos mortais dos participantes da Inconfidência degredados para a África fossem trazidos de volta ao Brasil. Os ossos que puderam ser exumados chegaram em 1937. Numa época em que o resgate da memória brasileira começava a se tornar prioridade tanto para governo quanto para intelectuais, o local para depósito daquelas relíquias só poderia ser Ouro Preto.

Ao ser esvaziado em 1938 o prédio da antiga Casa de Câmara e Cadeia de Vila Rica, que ultimamente funcionava como penitenciária estadual, um dos seus salões destinou-se para abrigar o Panteão dos Inconfidentes, que foi inaugurado no dia 21 de abril de 1942, data do transcurso do 150º aniversário da sentença condenatória dos inconfidentes. Em seguida, por meio de decreto-lei do governo federal, criou-se o Museu da Inconfidência, que completaria a ocupação do imóvel, sendo inaugurado em 11 de agosto de 1944, ao término das reformas para a adaptação do edifício à nova função.

O dia 11 de agosto é sempre especial, data em que o Museu da Inconfidência comemora seu aniversário de criação. A instituição museológica, no auge dos seus 76 anos, assim como inúmeras instituições culturais do país vem numa luta diária tentando se adequar da melhor forma possível ao complexo panorama provocado pela disseminação do coronavírus no mundo.

Apesar do fechamento dos serviços ao público desde o final de março deste ano, comunicamos a todos que o trabalho vem se intensificando a cada dia, em sistema de teletrabalho e em regime de escala entre os servidores, com o monitoramento dos objetos, livros e documentos em prol da contínua conservação das coleções.

Reuniões on line tem sido realizadas com a equipe técnica para a execução de projetos planejados para apresentação de novas ações em universo virtual por meio do site do MDINC e nas redes sociais Facebook e Instagram. Conteúdos relevantes sobre o acervo e ações culturais serão em breve apresentadas para todos pelo mascote do Museu da Inconfidência, este em fase de criação, e que integrarão a programação da 14ª Primavera de Museus do Ibram, em setembro, inseridos na temática “Mundo Digital: museus em transformação”.

As parcerias caminham conjuntamente como é o caso da mais recente vídeo-exposição, em meio virtual, idealizada pelo Coletivo Olho de Vidro em parceria com o MDINC, na Sala Manoel da Costa Ataíde, intitulada “Eu em Minas de Mim”, inaugurada no último dia 8 em homenagem ao poema “Trilemas da Mineiridade”, de Affonso Ávila, com obras dos fotógrafos Alexandre Martins, Eduardo Trópia, Heber Bezerra e Guilherme Mansur + Lucas de Godoy, Mila Damasceno, Suttane Hoffman e Vinícius Terror, com trilha sonora de Emílio Castilho Piano. Confira em https://www.instagram.com/p/CDpfKCiAd2c/


Em junho, numa iniciativa de divulgação de acervo e intercâmbio entre unidades museológicas do Ibram, as direções do MDINC e do Museu Regional de Caeté renovaram o termo de cessão de uso de quatro bens culturais até 2024, sendo eles: duas esculturas religiosas, Santa Rita de Cássia, do século XIX, e Nossa Senhora do Carmo, do século XVIII, além de uma lanterna processional e um enxó. Na futura reabertura da unidade de Caeté, o público poderá vislumbrar as peças do MDINC juntamente com o rico acervo do museu regional.

Dando continuidade aos serviços internos, destaca-se a realização de obras de manutenção como pintura de paredes das Salas Mobiliário I e II da exposição, troca de caixas d’água, serviços contínuos de faxina e vigilância, bem como as atividades on line de exibição de filmes em função do convênio do museu com a Universidade Federal de Ouro Preto, por meio do Cine Vila Rica, com programação na fanpage https://www.facebook.com/Cine.Teatro.Vila.Rica).

Recentemente, um grande avanço conquistado foi materializado com a obtenção do Alvará de Funcionamento do Corpo de Bombeiros de Ouro Preto para os anexos I e II do MDINC, materializando as ações previstas no Plano de Gestão de Riscos.

Mas não para por aí!

O MDINC, por meio do seu Programa Socioambiental, encaminhou em julho para parecer do Iphan o projeto de instalação de placas fotovoltaicas, a fim de garantir a geração de energia limpa, o que revela sua perene atenção com práticas sustentáveis na unidade museológica.

Nesses meses de pandemia, a equipe técnica vem se aprimorando ainda mais com a participação em webinários, cursos e palestras on line no sentido de se preparar adequadamente para a absorção dos conceitos e implementação das práticas no mundo virtual, visando proporcionar resultados mais interativos com o público.

Participe e celebre as ações com o museu. Longa vida ao Inconfidência!

Clique AQUI e conheça mais detalhes sobre a Criação do MDINC, a Memória da Inconfidência, a Casa de Câmara e Cadeia, Espaços físicos.

Entre em contato pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Fonte: https://museudainconfidencia.museus.gov.br/

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31