MINAS GERAIS, Belo Horizonte - No dia do museólogo, conheça alguns museus que transbordam a história de Minas Gerais

Hoje, 18/12, é o dia do Museólogo, profissional de grande importância para os bens de Minas Gerais. Por isso, iremos fazer uma deliciosa viagem por alguns museus vinculados à Superintendência de Museus e Artes Visuais- SUMAV da Secretaria de Estado de Cultura conhecidos pelas suas riquezas históricas e pelo poder de impressionar seus visitantes.

Pompea Tavares, diretora de linguagens museológicas da SUMAV, parabeniza esses profissionais que, segundo ela, se utilizam de um extenso arcabouço sobre gestão para otimizar a comunicação do público com as histórias registradas nesses equipamentos culturais. “Os museólogos são profissionais necessários, pois entendem todas as atividades que compõem um museu. Eles constroem uma ponte comunicativa com o visitante, a partir de uma visão múltipla e horizontal sobre o espaço, tornando-os cada vez mais interessantes. Parabéns a todos que organizam o vasto repertório cultural que Minas resguarda em seus inúmeros museus históricos”.

Para os amantes da literatura, o Museu Casa Guimarães Rosa é parada obrigatória na cidade de Cordisburgo. A casa onde o escritor nasceu e morou, até os 9 anos de idade, guarda dentro de seus cômodos acervos literários e objetos pessoais que registram a vida do autor. Já o Museu Casa Guignard, em Ouro Preto, é dedicado ao pintor Alberto Guignard e reúne obras, objetos e documentos pessoais do artista responsável por belíssimos traços das montanhosas paisagens de Minas.

O Museu Alphonsus de Guimaraens, em Mariana, foi idealizado para prestar homenagem ao escritor e poeta Afonso Henriques da Costa Guimarães (Ouro Preto, 1870 - Mariana, 1921), um dos principais autores simbolitas do Brasil.

Já em Juiz de Fora, o Museu do Crédito Real foi inaugurado, em 1964, para preservar e difundir a história do Banco do Crédito Real. As relíquias da época do império, registram quando, em 1889, D. Pedro II autorizou o funcionamento dessa, que foi a primeira instituição financeira do Estado.

O Museu Mineiro está localizado no corredor de acesso à Praça da Liberdade, em um belo casarão do final do século XIX, que faz parte do conjunto arquitetônico original de Belo Horizonte, construido inicialmente como residência oficial e posteriormente sede do Senado Mineiro. Possui mais de 3,5 mil peças das mais variadas tipologias, datadas do século XVIII ao atual.

A arte popular cresce cada dia mais e é amplamente valorizada pelo Estado. No Centro de Arte Popular – CEMIG, na capital, você poderá desfrutar das mais de 800 peças de artesanato e artes visuais que te levarão ao sincretismo cultural próprio e característico do povo brasileiro.

Ainda na capital, conheça os objetos, vídeos, jogos e dispositivos interativos do Museu dos Militares Mineiros, que representa a memória e a cultura militar do Estado de Minas Gerais, representados pelas corporações da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) e o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG).

O Governo de Minas Gerais está sempre em busca de preservar a história e memória do povo mineiro. Visite os museus que integram o Sistema Estadual de Museus e explore as riquezas culturais de Minas Gerais.

Fonte: SEC MG

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 18/12/2015 às 19:37hs - 56 visitas até 16/05/2016 ) 

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31