RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - O MIS, que é ligado à Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio, foi inaugurado em 1965 e é considerado o primeiro museu audiovisual do Brasil


MIS RJ (Foto: divulgação)

O Museu da Imagem e do Som do Rio (MIS), fundado em 1965, escreve mais um capítulo em sua história justamente num momento de retomada do setor cultural no Rio e no Brasil. A Fundação do Museu da Imagem e do Som, vinculada à Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio (Sececrj), foi contemplada pelo edital promovido pelos fundos internacionais Prince Claus Fund and Gerda Henkel Foundation, que contava com participantes de todo o mundo.

O MIS vai receber cerca de € 18 mil euros (R$ 120 mil) para a aquisição de equipamentos para melhoria na preservação do seu acervo. O projeto prevê o monitoramento das condições ambientais dos itens da instituição através de sensores ligados 24h por dia, podendo elaborar procedimentos e ações para mitigar os riscos provocados pela ação das intempéries do meio ambiente.

A preservação e conservação do acervo do Museu da Imagem e do Som, através de seu gerenciamento de risco, representa o aumento da seguridade e manutenção deste acervo representativo de parte significativa da memória carioca e nacional. Tal projeto garante a segurança, o controle e a preservação dos itens do acervo MIS, principalmente no que se refere a furtos e sinistros, variação de temperaturas e umidade – disse Clara Paulino, presidente da Fundação Museu da Imagem e do Som.

O Fundo Prince Claus é de origem holandesa e desde 1996 vem apoiando a cultura e o desenvolvimento de instituições. Já a Gerda Henkel Stiftung é uma fundação baseada em Düsseldorf, na Alemanha, responsável por promover a preservação do patrimônio cultural, especificamente em regiões em crise. Juntos, os dois órgãos internacionais vão repassar a premiação ao MIS, de caráter emergencial, que será utilizado integralmente no projeto.

A cerimônia online ocorre no próximo dia 2 de dezembro. Mais informações neste link.

Números do acervo do MIS
O Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro foi inaugurado em 1965 e é considerado o primeiro museu audiovisual do Brasil. Atualmente, está dividido em dois prédios: Praça XV e Lapa. O MIS conta com um acervo de cerca de 1.500 depoimentos com, aproximadamente, quatro mil horas de gravação abrangendo os mais diversos segmentos da cultura.

São mais de 30 coleções que reúnem 330 mil itens nos mais variados suportes. São 93 mil fotografias, incluindo 1700 negativos em vidro e 26 mil estereoscópicas, de grande valor histórico, algumas raras; uma discoteca de quase 60 mil discos entre, LPs, compactos e 78 RPM, das diversas coleções, incluindo cerca de 18 mil discos da Rádio Nacional, reunindo músicas, novelas e scripts de programas que marcaram época. A maioria das coleções chegou ao MIS por meio de doação, e algumas foram adquiridas no momento de sua fundação.

Além do acervo documental, o MIS possui uma reserva técnica, onde estão guardados os objetos tridimensionais das diferentes coleções, e uma Biblioteca com cerca de 9 mil títulos entre livros, catálogos, revistas e teses. Na reserva técnica encontramos preciosidades como o saxofone de Abel Ferreira, o piano de Ernesto Nazaré, indumentárias de Elizeth Cardoso, o bandolim do Jacob, entre outros.

Fonte: SECEC-RJ

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31