BAHIA, Salvador - O projeto "Memórias nas redes" visa a criação de perfis de redes sociais e um website para o Centro de Memória Jorge Calmon, arquivo histórico da Santa Casa de Misericórdia da Bahia com o objetivo de manter e restaurar o acervo documental que contém os documentos verdadeiros como as principais fontes das histórias soteropolitanas

Localizado no prédio principal do complexo Pupileira, no bairro de Nazaré, a Santa Casa da Bahia tem à disposição de visitantes documentos que datam do século XVII até os dias de hoje. Tratam-se de dados que contam a história da própria Santa Casa, dos que se dedicaram à sua manutenção e dos que foram acolhidos e beneficiados por meio de suas atividades de assistência.

São mais de 1.800 livros e cerca de 1.000 caixas com documentos avulsos que revelam informações diversas, como compras de imóveis, crianças acolhidas pela Roda dos Expostos, registros clínicos de pacientes do Hospital da Caridade, primeira unidade de saúde da Bahia, sepultamentos e pagamentos de dotes.

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Pedro Calmon (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

No dia 06, a Coordenadora do Centro de Memória Jorge Calmon- Santa Casa de Misericórdia da Bahia, Rosana Santos de Souza realizará uma live através das redes sociais, sobre o papel assistencialista da Santa Casa em uma cidade recém- fundada e os 472 anos da cidade de Salvador. O bate-papo contará com a participação da museóloga do Museu da Misericórdia, Dina Cezar.

Serviço
O que: Memórias nas redes: criação de ambientes virtuais para o arquivo histórico da Santa Casa de Misericórdia da Bahia
Quando: 06 de abril às 15h
Onde: Instagram - @centrodememoriascmba

Fonte: SecultBA

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31