RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - Mostra é uma homenagem ao Círio de Nazaré e as peças poderão ser adquiridas no final da exposição


Fonte: http://www.crab.sebrae.com.br/

O trabalho de artesãos do Pará inspirado no Círio de Nazaré - a festa religiosa mais importante do estado - ocupa desde 2 de outubro, uma sala do Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB). Com curadoria da Unidade de Projetos Estratégicos do Sebrae no Pará, a exposição Círio de Cores e Sabores mostra um conjunto de objetos decorativos e utilitários típicos da região, feitos em cerâmica, fibras vegetais, cuias, tecidos, madeira, entre outros.

O Pará inaugura a série de Ocupações que o CRAB criou para abrigar mostras temporárias com o artesanato dos estados. “Círio de Cores e Sabores” será uma homenagem à Nossa Senhora de Nazaré, padroeira dos paraenses, que renovam a devoção a Maria a cada mês de outubro, com o Círio de Nazaré, realizado no segundo domingo desse mês.

Na entrada, o visitante verá a instalação “Mandingas do Veropa”, na qual serão apresentados os tradicionais Cheiros do Pará, feito com a mistura de ervas amazônicas para atrair bons fluídos, segundo as erveiras e mandingueiras do famoso mercado paraense Ver-o-Peso. A ideia é recepcionar o público bem do jeito paraense, antes dele entrar no universo do tema da mostra.

A gastronomia paraense também estará representada em uma mesa cenográfica, com fotos do tradicional almoço do Círio, associado às várias tipologias do artesanato paraense nos sousplats de fibra de tucumã (Trançados de Arapiuns – Santarém), pratos de cerâmica com grafismos marajoaras (Distrito de Icoaraci - Belém), panelas de cerâmica refratária (São Mateus e Vila que Era- Bragança), porta guardanapo de miriti (Abaetetuba), entre outros. Pato no tucupi, maniçoba e arroz paraense vão compor o cenário.

“Nesta exposição vamos mostrar o Círio sob a ótica da cultura do artesanato e da gastronomia do Estado do Pará, revelando que a festa vai muito além da religiosidade, apesar de essa ser sua essência. Com a mostra, queremos dar ainda mais visibilidade a quem empreende nesses segmentos além dos limites de nosso estado, criando oportunidades de negócios”, destaca o diretor-superintendente do Sebrae no Pará, Rubens Magno.

As peças em exposição poderão ser adquiridas. Toda a negociação para a comercialização será feita diretamente com os artesãos, por meio da plataforma Amazônia Market (amazoniamarket.com.br). A retirada dos objetos será no CRAB, no final da mostra.

A mostra “Círio de Cores e Sabores” fica em cartaz até o dia 30/10 no CRAB. A visita deverá ser agendada pelo link: https://bit.ly/VisiteOCRAB O visitante deverá seguir todos os protocolos de segurança sanitária contra a Covid-19 (exigência de máscara, uso de álcool gel, distanciamento e comprovante de vacinação, conforme determinado pela Prefeitura do Rio de Janeiro). O CRAB fica na Praça Tiradentes 69 e está aberto de terça-feira a sábado, das 10h às 17h. A entrada é gratuita.

Sobre as Ocupações no CRAB
Em 2020, o CRAB deu um importante passo para consolidar sua missão: ser um Centro Sebrae de Referência e Excelência do Artesanato Brasileiro. Em outubro do ano passado, foi instituído um Comitê com membros do Sebrae Nacional e das unidades de outros estados. O objetivo desse conselho, além de avaliar a proposta de planejamento estratégico e analisar as atividades a serem desempenhadas pelo CRAB é, primordialmente, conectar o CRAB com o Brasil.

Visando potencializar esta conexão, o CRAB e o Sebrae Nacional convidaram as áreas de Artesanato dos Sebrae nos estados a ocuparem o CRAB com mostras temporárias todos os anos, apresentando o que há de mais significativo e relevante no artesanato do seu estado. Para possibilitar que todos os estados tenham a oportunidade de apresentar os seus produtos de artesanato e a sua cultura local no CRAB, foi criada a categoria Ocupação. “A ideia é ‘vestir’ o CRAB com todas as riquezas existentes no Brasil”, explica Ana Paula da Fonte Moura, gerente do CRAB.

Sobre o CRAB
O Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB), criado em março de 2016, tem como missão promover o artesanato nacional e contribuir para qualificar a imagem dos produtos feitos à mão no Brasil. Em suas galerias estão ou passaram importantes trabalhos de artesanato, revelando histórias, origens e territórios do país.

O local abriga ainda uma coleção permanente de 1.500 itens de todos os tipos, que representam a expressão da cultura popular e da criatividade brasileira. Entre as obras mais significativas estão cerâmicas de Zezinha do Vale de Jequitinhonha (MG), de João Borges (Teresina-PI), João das Alagoas (Capela-AL), Maria Sil (Capela-AL) e esculturas em madeira de Abelardo dos Santos (Ilha do Ferro-PI). O CRAB também dispõe de midiateca e espaços multiuso, como um auditório de 100 lugares e salas para oficinas e workshops. Os ambientes são destinados à capacitação, formação, especialização, pesquisa e experimentação.

Fonte: CRAB

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31