RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - Pesquisadores de diferentes instituições brasileiras, incluindo o Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (MN/UFRJ), em parceria com o Senckenberg Research Institute (Alemanha), apresentaram estudo inédito que confirma a ocorrência de incêndios florestais na Antártica há 75 milhões de anos

O artigo foi publicado nesta quarta-feira, 20 de outubro, na revista Polar Research. Trata-se do primeiro registro de incêndios na Ilha James Ross, na península Antártica. A descoberta ocorreu durante uma expedição, entre 2015 e 2016, em afloramentos da Formação Santa Marta, unidade geológica que ocorre na parte nordeste da ilha. Os fósseis coletados despertaram a atenção dos pesquisadores por serem fragmentos de plantas com características de carvão vegetal, desgastados devido ao tempo de exposição. “Essa descoberta mostra que as variações climáticas que ocorreram ao longo do tempo trazem profundas mudanças no planeta como também em toda a biota. Isso acende um importante alerta diante das mudanças climáticas que são evidentes na atualidade. A dinâmica paleoflorística da Antártica é essencial para a compreensão das mudanças que ocorreram nos ambientes de alta latitude do hemisfério sul durante o Cretáceo. Afinal, nesta região também é possível visualizar uma exuberante vegetação dominada por coníferas (gimnospermas), que foi gradualmente substituída por uma assembleia dominada por angiospermas (plantas com flores e frutos).

Agora, os pesquisadores estão focados na busca de novos registros de paleoincêndios em outras localidades da Antártica”, disse o paleontólogo Alexander Kellner, diretor do Museu Nacional/UFRJ. Participaram do estudo também pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade do Vale do Taquari, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio), Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Centro Paleontológico da Universidade do Contestado e Universidade Regional do Cariri. Assinam o artigo os seguintes pesquisadores: Flaviana Jorge de Lima, Juliana Manso Sayão, Luiza C.M. de Oliveira Ponciano, Luiz C. Weinschütz, Rodrigo G. Figueiredo, Taissa Rodrigues, Renan Alfredo Machado Bantim, Antônio Álamo Feitosa Saraiva, André Jasper, Dieter Uhl & Alexander W.A. Kellner.

Mais informações: http://dx.doi.org/10.33265/polar.v40.5487

Fonte: FAPERJ

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31