RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - Desdobramento da exposição homônima que o Centro de Memória da Imigração da Ilha das Flores realizou no Espaço Cultural dos Correios, entre agosto e setembro de 2021 (leia matéria aqui), acaba de ser lançado o livro Imigração Italiana no Rio de Janeiro

A obra aborda um aspecto expressivo e pouco explorado pela historiografia: a presença italiana na cidade e no estado do Rio de Janeiro. Os percursos de partida, viagem e chegada, que caracterizam os deslocamentos da Itália para o Brasil, até a escolha do Rio de Janeiro como destino final, são expostos com vasta documentação e depoimentos.

O livro, editado pela Mauad, também apresenta reflexões sobre a situação da Itália contemporânea como país de recepção de imigrantes. Coordenado pelo historiador e Cientista do Nosso Estado (CNE), pela FAPERJ, Luís Reznik, o Centro de Memória da Imigração da Ilha das Flores é dedicado ao estudo dos processos históricos de deslocamentos migratórios nacionais e internacionais entre os séculos XIX e XX, em especial a história dos dispositivos de recepção dos migrantes no Brasil, a exemplo da hospedaria na Ilha das Flores, localizada em São Gonçalo.

Fonte: FAPERJ

Agenda