SÃO PAULO, São Paulo - Entre os dias 15 e 21 de maio, o Museu da Imigração – instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – participa da 15ª Semana de Museus.

A iniciativa é promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) em comemoração ao Dia Internacional de Museus (18 de maio).

Durante o período, as instituições museológicas brasileiras se mobilizam para desenvolver programações que levantam a discussão acerca de um tema central e ajudam a difundir o trabalho desses espaços culturais por todo o país. Para esta edição, o MI preparou um cronograma especial com visitas temáticas pelas exposições, apresentação teatral e diversas atividades educativas.

Este ano, a Semana de Museus aborda o tema “Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus”. A proposta é descobrir as narrativas museológicas que não são exploradas pelas exposições e trazer à tona alguns discursos que, muitas vezes, estão ocultos ou sobrepostos. A ideia é, portanto, oferecer uma série de ações que levam o público a refletir sobre os conteúdos “não ditos” de cada museu.

A programação do MI para essa temporada cultural começa com o “Laboratório Museológico Hacker”. Nesta atividade, os participantes serão convidados a desenvolver dispositivos para “hackear” a exposição de longa duração, inserindo no discurso expográfico outros olhares e narrativas não contempladas. Essas intervenções ficarão expostas aos visitantes até o fim da Semana de Museus. A atividade acontece nos dias 6 e 13 de maio, às 13h30.

Já no dia 20 de maio, ocorre a “Maratona de Edição – Edit-a-thon”, em que o grupo Wiki Educação Brasil, filiado à Wikimedia Foundation, irá promover uma maratona de edição, juntamente com a equipe do Museu da Imigração. O objetivo é debater os movimentos migratórios, aprimorando os conteúdos disponíveis na Wikipédia. A programação começa às 10h, no Centro de Preservação, Pesquisa e Referência (CPPR).

Nos dias 21, 23, 24 e 28 de maio, o Museu recebe as intervenções teatrais do espetáculo “Eu tenho uma história”. A partir da linguagem artística do Teatro de Objetos, os atores do grupo Sobrevento criam pequenas cenas que retratam histórias dos bairros do Brás e do Belenzinho. Os roteiros, personagens que tiveram suas vidas transformadas pela região. As sessões começam sempre às 15h e acontecem em diferentes ambientes do Museu.

Por fim, o núcleo educativo do MI ainda oferece, durante a Semana de Museus, vivitas guiadas pela exposição de longa duração, estimulando o diálogo sobre o tema “Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus”. Os passeios acontecem aos sábados e domingos, a partir das 11h. Toda a programação é gratuita e, para participar das atividades educativas, é preciso realizar inscrição pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

15ª Semana Nacional de Museus
Data: de 15 a 21 de maio
Programação livre e gratuita
Local: Museu da Imigração
Rua Visconde de Parnaíba, 1316, Mooca – SP

– Laboratório Museolágico Hacker (atividade preparatória que ficará exposta durante a Semana de Museus)
Dias 6 e 13 de maio, 13h30 às 17h30
 
– Visita com o Educativo – Museus e histórias controversas
Sábados e domingos, 11h às 12h – Módulo Educativo
 
– Maratona de edição – Edit-a-thon com grupo Wiki Educação Brasil
Dia 20 de maio, 10h – CPPR
 
– Intervenção – “Eu tenho uma história” com grupo Sobrevento
Dia 21, 23, 24 e 28 de maio, 15h às 16h.

Fonte: Museu da Imigração

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31