RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - Desde o início de 2017, um grupo de trabalho (GT) sob a liderança da Secretaria Municipal de Cultura e composto por diferentes órgãos da prefeitura, Governo do Estado do Rio e Governo Federal vêm, em conjunto, trabalhando na criação e desenvolvimento do Museu da Escravidão e da Liberdade (MEL).

O MEL tem como premissas a construção coletiva, de baixo para cima, dando voz a seus protagonistas, focados na presença e na participação do negro na cidade do Rio de Janeiro.

No âmbito deste trabalho, o Subgrupo Território Social está iniciando um mapeamento de atores sociais relacionados à cultura afro-brasileira atuantes na cidade do Rio de Janeiro. Neste mês está sendo feito o levantamento dos bairros Centro, Gamboa, Santo Cristo e Saúde na área delimitada pelos seguintes logradouros: Avenida Presidente Vargas, Avenida Francisco Bicalho, Avenida Rodrigues Alves e Rua Primeiro de Março.

O mapeamento está sendo feito por meio de um material colaborativo. Os atores interessados (situados no território indicado acima) em se inscrever poderão ainda preencher em um formulário eletrônico seu nome, contato, endereço e responder à seguinte pergunta: “Qual sua relação com a cultura afro-brasileira? ” Para receber o link de acesso ao formulário eletrônico, os interessados deverão acessar este link.

Outro Subgrupo desse mesmo GT está realizando um mapeamento de acervos museológicos, arqueológicos e documentais, com a participação do Sistema de Museus do Estado do Rio de Janeiro (SIM-RJ) , e solicita a quem tiver algum acervo ou informações sobre eles que enviem um email para: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fonte: Prefeitura do RJ

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31