PERNAMBUCO, Recife - Terra Estranha é um projeto independente idealizado pelos artistas Clóvis Teodorico e Letícia Barbosa, ambos performers atuantes no campo das artes visuais em Pernambuco.

Foto: divulgação

Os artistas se conheceram durante o Projeto SESC Confluências, em 2018 e, desde então, estiveram sensíveis as proximidades estéticas e conceituais entre os seus trabalhos.

Pensando em ativações na área da performance, Terra Estranha faz parte de um programa de ações que os artistas pretendem desenvolver ao longo de 2018 e 2019, em algumas cidades do Estado. Recife foi a primeira a receber o projeto, através da parceria com a Galeria Janete Costa, onde os artistas apresentaram 04 (quatro) obras inéditas durante os dias 14 de abril e 11 de maio.

No próximo sábado, dia 08 de junho, o projeto conclui a sua primeira etapa, com a apresentação de mais dois trabalhos. Clóvis Teodorico traz à Galeria a performance Vestidos para Vernissage e Letícia Barbosa dá continuidade a série Deformando as Formas de Poder, com a nº. 03. As performances iniciam a partir das 17:00 e a entrada é gratuita.

Deformando as formas de poder, de Letícia Barbosa, é uma série de trabalhos que se propõe a discutir questões acerca do cenário politico atual por qual atravessa o Brasil, pós golpe. As ações nº. 1 e nº. 2 ainda representam diagnósticos estético-performáticos de uma situação incômoda que produz adoecimento. A ação nº 3, por sua vez, além de diagnóstico, é preservação de uma integridade físico-psíquica, porém, preparo para a reação.

Em Vestidos para vernissage, Clóvis Teodorico explora o caráter simbólico da roupa e do ato de vestir-se enquanto signo de construção de identidade, ao projetar imagens e palavras em um vestido.

Após as apresentações em Recife, o projeto se prepara para chegar ao interior e a primeira Cidade a recebe-lo será Petrolina. Clóvis, de Garanhuns-PE e Letícia, de Carnaíba-PE, pensam em ativações para além da capital pernambucana, levando a outras localidades não apenas as apresentações, bem como ações formativas e, em certo modo, de mapeamento, no intuito de estimular a produção em performance arte nas localidades onde o Terra Estranha acontecer.
Ao final do projeto, os artistas desenvolverão uma exposição conjunta a partir da experiência dialógica à qual se propuseram. O programa de ações de ativação, além do Terra Estranha, contará com evento para discutir performance.



Foto: divulgação

Ficha Técnica
Criação e concepção: Clóvis Teodorico e Letícia Barbosa
Identidade Visual: Vinícius Vilela
Produção audiovisual: Vanessa Alcântara e Olga Wanderley
Realização: Espaço Zero e Box Preparação
Apoio: Galeria Janete Costa, Parque Dona Lindu e Prefeitura do Recife

Serviço
Quando: 08.06
Onde: Galeria Janete Costa, Av. Boa Viagem, Parque Dona Lindu - Recife - PE
Horário: 17:00 horas
Entrada: Gratuita
Classificação indicativa: Livre

Fonte: divulgação por e-mail

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31